20/12/2021 - 06:00

Por: Antonio Costa / Zakinews

Elias Neto, o cacerense jornalista, âncora de TV destaque no cenário mato-grossense


Elias Neto, âncora do telejornalismo da TV Centro América - Foto: TV Centro América


Antonio Costa, EXCLUSIVO ao Zakinews

O espaço da semana no site zakinews é ocupado por um jornalista cacerense, tido como um dos mais antigos âncoras de TV em Mato Grosso. São 27 anos em que o profissional que morou por um bom tempo na casa dos seus saudosos pais na Rua Tiradentes, em Cáceres, aparece nas câmeras da TV Centro América, na apresentação do noticiário principal da emissora, TVCA 2ª edição. Em outras funções, ele completa outros 10 anos, perfazendo 37 de emissora, quase quatro décadas.

Elias Neto atende a reportagem para uma conversa clara e sincera para dizer da sua paixão pelo rádio, que foi onde tudo começou. De lá, ele foi parar na televisão, onde está até os dias atuais.

Após longos anos atuando no jornalismo, ele já tem data para deixar a bancada no horário principal da emissora. Será no final de janeiro de 2022, após cobrir férias da colega Luzimar Colares. Elias Neto aceitou o plano de demissão voluntária apresentado pela TV Centro América.



Homenageado da semana: o cacerense Elias Neto - Foto: TVCA / Web

JOSÉ ELIAS ANTUNES NETO
Conhecido por ELIAS NETO

Data Nascimento: 11 de agosto de 1959
Natural: Cáceres/MT
Pai: José Elias Antunes Filho
Mãe: Leonor Duarte Antunes
Irmãos: Maria Ladice, Marilza, Elenir, Ivonete, José Elias, Elizabete, Maria Hildanete e Regiane Lucleicy.
Esposa: Solange Fátima
Filhos: André Elias Cruz Antunes (psicólogo), Mateus Elias Cruz Antunes (estudante de engenharia civil e poeta) e Tiago Elias Cruz Antunes (estudante de medicina)
Graduação: Comunicação Social com habilitação em jornalismo; Pós-graduado em Didática do Ensino Superior e mestrando em Estudos de Cultura Contemporânea pela Universidade Federal de Mato Grosso

O homenageado conta que nasceu de parto normal, com o auxílio de parteira, na mesma casa que ainda é dos seus pais, na Rua Tiradentes, centro de Cáceres. Teve uma infância humilde, aprendeu a brincar com as coisas que estavam ao seu alcance, como criar uma boiada feita carinhosamente com as mangas verdes que caíam da árvore com o vento. Bastavam seis palitinhos para criar as quatro patas, o rabinho, o pescoço e frutas para completar a cabeça e o corpo do animal. E, assim, a diversão era garantida.

Elias Neto é observado pelo pai na marcenaria da família - Foto: acervo pessoal

A infância

O trabalho fez parte da sua vida desde a infância. Ainda criança, aprendeu a cuidar dos animais no quintal, galinhas e porcos, e a regar a horta. Mas também participava das brincadeiras de menino, como jogar bolita, finca-finca, pega-pega e queimada sob o sol forte de Cáceres.

Aos nove anos de idade, começou a trabalhar na marcenaria com o pai. Antes de ser jornalista, foi marceneiro, atividade que exerce até hoje como terapia.

Em 1967, o senhor José Elias (pai) sofreu um grave acidente, foi vítima de uma bala perdida e ficou impossibilitado de trabalhar por quase um ano, quando o único filho homem passou a ajudá-lo nas tarefas da oficina, de onde saiu aos 19 anos de idade para trabalhar no rádio.

Elias Neto revela que conheceu o banco da escola aos seis anos de idade no Grupo Escolar Esperidião Marques. Estudava um período, cumpria com as obrigações de casa em outro período e buscava encontrar tempo para atividades de lazer quando o cansaço não tomava conta.


Em 1966, Primeira comunhão do menino Neto - Foto: álbum de família


Na colheita do milho, costumava ir com a família, em carro de boi, a pé ou de bicicleta, para a localidade rural do Junco, que hoje é bairro, e lá, faziam pamonha no sítio do seu Justino e da professora Izabel, onde também funcionou a primeira escola do Junco.

Ainda na pré-adolescência, ia ao sítio do seu Ramires e dona Coca, pais do amigo Álvaro, na localidade de Varzearia, andar a cavalo, mexer com gado, jogar bola e conversar com os mais velhos sob a luz do luar.


1979. O Alunmo José Elias Antunes Neto é orador da turma de Técnica em Contabilidade da Escola Raimundo Cândido dos Reis. - Foto: álbum de família

Adolescência

Na adolescência, passou a frequentar cinemas, cine Copacabana, São Luiz e Peduti. Recorda que foi companheiro do pai nas pescarias de subsistência de todas as sextas-feiras no Rio Paraguai e nas baías Comprida, do Periquito e outras, sempre à noite, pois era o tempo que tinham e porque gostavam de pegar peixes lisos como pintado, bagres e jiripocas.  

Elias conta ter feito o antigo ginásio no Colégio Estadual Onze de Março, o antigo CEOM, e técnico em contabilidade na Escola Técnica de Comércio Raimundo Cândido dos Reis.

Na foto acima, o jovem Neto como ator - Foto: acervo pessoal 

Grupo de Jovens

Participou de grupos jovens da Igreja Católica do Bairro São Miguel e da fundação do primeiro grupo de teatro de Cáceres, o Jucaca – Juventude Católica Cacerense. Uma das peças encenadas pelo grupo foi o baralho da sorte que ficou em cartaz no palco do Cine Copacabana com grande sucesso.

Aos 16 anos, conheceu o Karatê, o caminho das mãos vazias, a convite do amigo Sílvio Amorim, cujos treinos eram realizados no Cube União Operária Cacerense, com aulas ministradas por Luiz Miguel, faixa verde, aluno de Lins, um sargento do Exército que era faixa preta e passou por Cáceres deixando vários seguidores da arte marcial, esporte que ele pratica até hoje,  sendo faixa preta terceiro Dan, o que significa três graus acima da preta.

Elias Neto, aos 16 anos, praticava o Karatê - Foto: acervo pessoal
Hoje, aos 62 anos, ainda pratica e desenvolve com maestria um dos movimentos mais difíceis do esporte - Foto: acervo pessoal

Cáceres de antigamente

O entrevistado da semana diz não lembrar de muita coisa da Cáceres de antigamente. “Não me lembro qual era o número de habitantes da cidade na minha adolescência e juventude. Sei que era uma cidade pequenina e com muito calor humano, com uma ou duas ruas asfaltadas, as outras na região central já eram calçadas com paralelepípedos que também chamávamos de bloquetes, hoje um símbolo histórico da cidade”, diz.

“A nossa rotina – prossegue - era trabalhar, estudar, missa nos fins de semana e cinema. Lotávamos sempre a praça Barão do Rio Branco depois da missa na catedral enquanto esperávamos pelo horário do cinema. Ali, fazíamos amizade, rolavam as paqueras e namoros, muitos casamentos começaram na Barão do Rio Branco ou na Duque de Caxias também conhecida por pracinha”, relembra Elias.



Elias Neto, na adolescência, integrou o grupo de escoteiro-mirim. Ao lado, está o ex-vereador, Wilson Bosco Palhinha de Oliveira, sob o comando de Sebastião de Paula - Foto: acervo de Beth Dutra

Família referência

Sobre a relação com sua família, Elias diz que sempre foi tranquila. “Tínhamos uma convivência de respeito e cumplicidade entre pais e filhos. Sempre tive excelente relacionamento com minhas irmãs, sendo meu pai a grande referência de homem e a minha mãe um exemplo de mulher que sabia comandar a casa, sempre presente nas principais decisões da família. Dona Leonor era minha amiga e confidente até os últimos dias de sua vida em 2017 quando foi traída por um AVC e partiu para a vida eterna”.


O início na Difusora de Cáceres

Elias Neto recorda ter iniciado na carreira de comunicador em 1979, na rádio Difusora de Cáceres, aos 19 anos de idade. “Era o meu sonho desde criança ser um profissional do rádio para atuar como noticiarista. Quando ainda era construído o prédio da Difusora, fui pedir emprego ao saudoso Ivo Vignardi, mas no primeiro momento ele disse que voltasse depois da inauguração para, nas palavras dele, ver onde poderia me aproveitar". O jornalista revela que sentiu medo de ser colocado numa função que não fosse o seu grande sonho e então pensou "não voltarei, ele ainda vai me ver falando em algum microfone na cidade". Foi o que aconteceu, numa promoção pelas crianças no coreto da Barão do Rio Branco, evento transmitido pela rádio, Ivo o viu falando no serviço de alto falante e o convidou para trabalhar na rádio. E, assim, começou sua carreira de comunicador. Elias fez um teste para locutor, ficou dois meses treinando e passou a trabalhar das duas às cinco da manhã. Meses depois, já se encontrava em horários considerados "nobres" do rádio.


1981. Elias Neto, à épodca Jota Jr.  entrevista o então governador Frederico Campos  - Foto: acervo pessoal

O gosto pelo rádio começou com os pais

Elias Neto diz que aprendeu a gostar do rádio com seus pais, que costumavam ouvir a programação de todas as noites das grandes emissoras: rádios Globo, Tupi, Guaíba, Gaúcha, Brasil Central de Goiânia, entre outras. “Foi sentado ao lado deles sob a luz da lamparina ou lampião que decidi que, um dia, trabalharia no rádio. Entretanto, aos 13 anos de idade, conheci a televisão, quando chegou a TV Centro América em Cáceres e mudei meu pensamento, passei a querer trabalhar em telejornais e fiz do rádio um trampolim para chegar à televisão, mas continuei apaixonado pelo rádio onde trabalhei por 13 anos e por um período de oito anos concomitantemente, rádio e TV. Deixei o rádio quando entrei na faculdade”.

A mudança para Cuiabá

Sonhando com a televisão, partiu para Cuiabá nas férias de dezembro de 1981, à procura de emprego nas emissoras de rádio. Ficou na casa de uma das suas irmãs e saía todas as manhãs batendo de porta em porta para pedir emprego. Até que um dia o então deputado, Roberto França, parou na porta da casa onde o jovem se encontrava quando foi apresentado pelo cunhado, o saudoso Alan Kardec, ao parlamentar e radialista, dono da equipe 1.300 da rádio Cultura. Alan disse ao deputado que o Elias estava procurando emprego em rádio e o deputado, depois grande amigo, estava ao lado do dono da rádio Cultura, Fauzer Antônio dos Santos, a quem foi apresentado. Era um sábado, Fauzer pediu para o jovem comparecer na rádio na segunda para um teste. Começa então a carreira na capital.



1982. Elias Neto,à época  Jota Jr. na Rádio Cultura 


“Trabalhei um ano e meio na Cultura, depois fui chamado para a antiga Rádio Vila Real, saindo em 1984 para compor a equipe de jornalismo da Brasil Oeste, canal 8, onde participei do lançamento do telejornal Mato Grosso em Manchete, trabalhei por cinco meses e em dezembro de 1984 fui contratado pela TV Centro América, levado pelo então editor-chefe, Lucio Sorge, e contratado pelo atual presidente do grupo Zahran, Antônio Carlos Moreira Turqueto, o Caio", conta.

“Na Centro América, sou até o momento o âncora com mais tempo no mesmo telejornal, 27 anos no MT2, sete anos no MT1 entre idas e vindas, um ano no projeto Cuiabá 300 Anos, um ano e meio em home office em virtude da pandemia”.

Elias Neto afirma convicto que teve inúmeras passagens marcantes na televisão e que não saberia citar uma, já que teve a sorte de viver intensamente todos os momentos da sua vida profissional.

Não considera que tenha tido decepções, e prossegue “tive momentos em que nem tudo era como eu sonhei ou sonhava. Mas aprendi a assimilar os golpes da vida assim como um lutador que sobe no ringue para enfrentar um adversário em 15 assaltos. Não vivi num ringue, mas a vida é um campo de luta”.


Lançamento do livro de sua autoria. Do Rádio ao Telejornalismo - A trajetória de um aprendiz. Ao lado das suas irmãs na TV Centro América - Foto: Acervo pessoal

Sonhos

“Sonho não deixar morrer meus conhecimentos comigo. Quero trabalhar, continuar trabalhando gente, continuar ensinando a arte de falar em público e compartilhar com os outros todos os ensinamentos que recebi de inúmeros professores e professoras em toda a minha caminhada, que acredito, recomeça a cada dia. Ainda não me sinto realizado, creio que tenho muito a oferecer como profissional e cidadão”.

Elias é autor do livro “Do Rádio ao Telejornalismo – A trajetória de um aprendiz”. Lançado em 2008, traz relatos vivenciados por ele e por colegas de profissão desde 1979 até dois mil e oito.

Na colação de grau, Elias Neto assina o livro Ata do curso de Jornalismo - Foto: acervo pessoal

Jota Júnior

“O nome artístico de Jota Júnior nasceu porque eu não acreditava que o meu nome de batismo seria legal para o rádio. A letra J era uma das iniciais mais usadas pelos comunicadores. Os colegas queriam saber qual o nome que o mais novo contratado deveria adotar. O calouro não sabia nem por onde começar, até que um dia um colega anunciou a estreia do novo companheiro, às duas horas da manhã.

- Agora você fica com José Elias Antunes Neto e o programa da madrugada, Brasil Caboclo.

Achei muito longo e nem um pouquinho artístico.

Até que um colega encontrou uma solução, mas primeiro, fez a seguinte pergunta: qual o seu nome? – Pela “milésima vez”, disse que não tinha ideia.  Diante da resposta, ele concluiu:

- Se você é neto e o seu pai é filho, nada mais lógico. Pronto, está resolvido: adote o nome do seu pai; filho é júnior, portanto J. Júnior. – O nome que sobreviveu de 1979 a 1983”.

J. Júnior trabalhou nas rádios Difusora de Cáceres, Cultura de Cuiabá, alguns meses na Vila Real e TV Brasil Oeste, canal 8, em 1982.

“Em setembro de 1983, lançamos o Jornal da Manhã da Vila Real e, numa conversa bastante franca com a participação de todos da redação, sob o comando o professor Pedro Pinto, chegamos à conclusão que Elias Neto seria um bom nome.” (Esse trecho foi retirado do livro “Do rádio ao telejornalismo, a trajetória de um aprendiz”).

Elias Neto, o ilustre filho de Cáceres, crava 42 anos de trabalho no jornalismo de Mato Grosso. Exemplo de dedicação, fé, esperança e muita persistência. Realizar sonhos é possível. Ele prova isso para todos que sonham alçar voos mais altos.

1977. Na foto acima, o jovem como ator. Foto 3. 1966.   Primeira comunnhão de Elias Neto e sua irmã Elizabete
1982. Elias Neto dança nos 15 anos da irmã Regiany.

 

Comentários: ( 45 ) cadastrados.
Por: JOSUE DA SILVA PAES DE PROENCA
Sacramento/MG
Elias Neto ou Jota Jr Não tenho dúvidas do bom profissional que você é e se tornou ao longo desses anos. É nítido o seu progresso e fico feliz por ser cacerense!
Reconheço o tamanho da responsabilidade que você carrega por ser jornalista. Apurar os fatos, conhecer a verdade e ser honesto com as pessoas, é uma das suas prioridades de vida.
27/12/2021 08:30:57

Por: Nilza Maximiano
Cuiabá
Tenho uma lembrança maravilhosa ,em 1980 eu participava de um grupo de jovens da igreja do bairro cidade Alta em Cáceres e fomos participar de uma palestra contra drogas,o palestrante era Elias Netos, como em Cáceres não tinha tv improvisario uma tv só com vidro e ele palestrou maravilhosamente bem parecia que El estava na tv de verdade 💋💋💋💋💋
22/12/2021 18:15:47

Por: Natashi Basso
Cuiabá
Poxa vida, Elias! Que História! Eu diria que sua vida dá um livro. E descobri nessa matéria que deu mesmo!!! 😄
O detalhe que mais me encantou foi o da criatividade de tornar as mangas caídas em uma brincadeira, criando boiada com elas! Achei muito engraçado e fofo e consegui me visualizar lá assistindo essa brincadeira!
Te admiro, te respeito, agradeço a honra de poder conhecer e conviver ao menos um pouquinho e queria dizer que é um prazer inenarrável e que sou muito fã! Sua fã, da Solange, fã sua família, dos filhos excelentes que vocês colocaram para agregar valor nesse mundo...
Desejo que vocês realizem todos os sonhos que possam sonhar. Ou, que no mínimo, cheguem o mais próximo possível, com muita persistência, determinação e afinco!
Deus continue abençoando-lhes imensamente!!!
21/12/2021 20:08:44

Por: ALCIDES P. DE BARROS
Cáceres - MT
Ao meu amigo Elias Neto um forte abraço no seu coração. Guardo boas lembranças da nossa amizade. Confesso que tenho um orgulho bom de ser seu amigo.
21/12/2021 19:03:52

Por: Ivoneides Amaral
Várzea Grande
Elias Neto, minha família a tempos acompanha sua trajetória de sucesso. Muito bom conhecer um pouco mais da sua história! Parabéns pelo caminho percorrido.
21/12/2021 14:09:09

Por: Yasmim
Cuiabá
Já admirava o trabalho do Elias a distância e depois que o conheci pessoalmente, gostei ainda mais. Tenho a oportunidade de trabalhar junto com esse colega e profissional humilde e gente boa. Construiu uma linda história na comunicação e merece todas as homenagens. Tenho certeza que terá sucesso por onde passar.
21/12/2021 11:07:03

Por: José Álvaro da Silva
Cuiabá
Parabéns Elias Neto. Pela sua trajetória e bela história de :vida você é admirado por todos os Matogrossenses e orgulho de sua família e amigos
20/12/2021 21:42:45

Por: Mariano Leal de Paula
Cuiabá-MT
Elias Neto pelo seu profissionalismo representa a bandeira do telejornalismo mato-grossense. Parabéns com honras e méritos ao esse ícone cacerense!
20/12/2021 21:22:30

Por: Ione Maria da Silva
Cuiabá
Parabéns Elias Neto pela sua trajetória profissional. Excelente comunicador, eu te admiro muito, pelo seu profissionalismo e como pessoa humana.
Que Deus o abençoe, para que possa concretizar seus outros sonhos.
20/12/2021 21:22:15

Por: Rosi Medeiros
CUIABÁ-MT
Admiro o caráter excepcional do Elias Neto! Defensor inabalável do bom Jornalismo, daquele que continua sendo essencial na nossa sociedade. É uma honra ter convivido tantos anos profissionalmente com você Elias e espero continuarmos juntos. A caminhada é longa, ter referências como você indica que estamos no caminho certo!
20/12/2021 21:17:04

Por: Rômulo Figueiredo Dos Santos
Cuiabá
Sem sobra de dúvidas, um marco na comunicação em Mato Grosso.
20/12/2021 20:39:40

Por: Walkiria faria
Cuiabá
Parabéns! Vida luminosa ! 👏👏👏👏
20/12/2021 20:26:44

Por: Guadalupe Angela Tramarin de Oliveira
Cuiabá
Nossa,quanto orgulho desse menino!
Me reconheci na foto com os colegas do teatro.
Bateu saudade!
Parabéns pela linda trajetória!
20/12/2021 20:02:54

Por: Arthur Henrique Duarte Antunes Ribeiro
Cuiabá, MT
Parabéns! Tenho grande admiração pelo senhor! É um exemplo de vida!
20/12/2021 19:08:26

Por: Aedyr (Didi)
CUIABA
Meu amigo Elias Neto
Tenho muita admiracao por vc
Que Deus te abençoe sempre
20/12/2021 18:58:09

Por: Thainara
Cáceres
TVCA nunca será a mesma sem Elias Neto, o jornalista com mais cara de jornalista e carisma do estado. Não nos abandone Elias!!!!
20/12/2021 18:36:19

Por: Maria Aluce Fortunato Paes de Barros
Cuiabá
Só podemos cumprimentar esse profissional jornalista,da mais alta significância no cenário da TV ,Jornal,Universidade.Todos os os nossos aplausos para respeitado profissional.
20/12/2021 15:49:12

Por: Josita Priante
Cuiabá
Parabéns, Elias. Pessoa que aprendi a admirar pela seriedade no seu trabalho, com que nos cativou ao mostrar Mato Grosso pela TV.
Parabéns pela homenagem merecida , e pela família que construiu.
20/12/2021 15:45:46

Por: Maria Alice Fortunato Paes de Barros
Cuiabá.Amig
Amigo Elias,você é merecedor de todo o nosso respeito e admiração pelo trabalho que desempenhou e desempenha competência,com extraordinário respeito profissional e humano.Mil aplausos e respeito.
20/12/2021 15:28:10

Por: Selma Batista
Cuiabá
homenagem mais que merecida, excelente jornalista parabens!!
20/12/2021 15:05:47

Por: Jonathan Cosme
Cuiabá
Elias Neto, me sinto honrado em trabalhar com você, agradeço pelos ensinamentos que foram muitos, dentro e fora da redação.

Bjs no seu coração, amigo!
20/12/2021 15:03:25

Por: José Moacir dos Santos
Várzea Grande
Meus parabéns pela carreira e companheirismo pois nos dias atuais muito difícil pessoas que amam o que faz e se mantém há décadas em uma empresa somente. Enfim amigo, vc fez por merecer tudo isso, agora ou melhor daqui uns dias aproveitar o que conquistou ao lado do alicerce"A Família" sou seu fã e amigo. TMJ
20/12/2021 14:53:23

Por: Júlia Correia
Cuiabá
Muito interessante! Parabéns pela linda trajetória, Elias! Tenho certeza que muitos outros belos momentos estão por vir!
20/12/2021 14:45:38

Por: Paulo Cesar Homem de Melo
Cuiabá
Bonita e exemplar a história desse menino cacerense que se tornou um marco no jornalismo mato-grossense e presente em nossos lares todos os dias durante décadas. Parabéns Elias Neto !
20/12/2021 14:42:22

Por: Aparecida Natia Pinto de Arruda
cuiaba MT
Parabens Elias por essa merecida homenagem. Muita honra para nos cacerenses termos voce na bancada da TV Centro America. Voce merece! Um profissional competente, integro, generoso, simpatico e carismatico. Continua sempre na telinha adentrando nossos lares porque a sua presenca e sua voz maravilhosa do sempre bem vindas. Parabens a Zakinews por essa honrosa homenagem a uma cacerense vencedor e um ser humano impar
20/12/2021 14:39:53

Por: Emilly Cassim
Cuiabá
Elias faz jus a todos os elogios. É um profissional referência para jornalistas que, assim como eu, estão começando na profissão.
Não só é um profissional de excelência como também é generoso para ensinar.
Grata por poder trabalhar e aprender com o "mestre".
20/12/2021 14:24:06

Por: Anna Catharina Lollato Junqueira
Ilhabela
Parabéns pra esse grande cacerense....Parece - me que o apelido de Elias Neto tambem era Trovão...
20/12/2021 14:22:16

Por: Sônia Arlete Padilha de Oliveira Correia
Cuiaba
Parabéns Elias Neto! Merecidas homenagens! Vou guardar com carinho sua história. Admiro muito o seu trabalho e o seu profissionalismo.
20/12/2021 14:00:50

Por: Bruna Ficagna
Cuiaba
Elias Neto é referência no jornalismo, é humildade em pessoa, uma honra estar na mesma redação que o mestre!
20/12/2021 13:52:21

Por: Sônia Arlete Padilha de Oliveira Correia
Cuiaba
Parabéns Elias Neto! Merecidas homenagens! Vou guardar com carinho sua história. Admiro muito o seu trabalho e o seu profissionalismo.
20/12/2021 13:49:21

Por: Fagner de Sousa Reis
Cuiabá
é uma pessoa simples bacana, tive o prazer de conhecer essa pessoa muito top
20/12/2021 13:41:00

Por: Leila Garcia
Cuiabá-MT
Orgulho desse conterrâneo, nasceu para a comunicação. Exemplo de jornalista e de pessoa.. Mais que merecida homenagem a esse cara que brilha há tantos anos e enche os mato-grossenses, em especial, os cacerenses, de orgulho. Parabéns pela linda trajetória, Elias!
20/12/2021 13:12:37

Por: Maria Hildanete Duarte Antunes Sagin
São José do Rio Preto.SP
Tenho muito orgulho de ser sua irmã e fazer parte da sua história .
Você é guerreiro, íntegro ,verdadeiro e amigo .
Eu te amo eternamente.
.
.
20/12/2021 13:04:23

Por: Luzimar Collares
Cuiabá
Meu amigo e companheiro de trabalho, você é um exemplo como ser humano e profissional !
20/12/2021 12:54:52

Por: Elias Neto
Cáceres
Muito obrigado minha gente. Estou emocionado ao perceber o carinho de todos. Bjs
20/12/2021 12:41:19

Por: Vanderlei Meneguini
Cuiaba
Linda história de vida. Chegou onde chegou por muita luta e dedicação. Tudo muito bem merecido. Parabens Elias.
20/12/2021 11:47:55

Por: Olga Castrillon
Caceres
Que bela história! Cacerense q enche de orgulho sua terra Natal. Parabéns Zakinews pela reportagem!!!
20/12/2021 11:36:13

Por: Rosângela Lazarin
Cáceres
Parabéns e sucesso em sua nova jornada, Cáceres se orgulha de ter vc como seu patrimônio imaterial . Vc é exemplo em todas as áreas . E tem muito a contribuir com nossa sociedade. Felicidades amigo Elias .
20/12/2021 10:54:28

Por: Edgar
Cuiaba
Do sonho de criança a vencedor. Belíssima sua história, exemplo e dedicação a ser seguido. Parabéns
20/12/2021 09:11:28

Por: Celso Antunes
Cáceres
Super interessante... Belíssima História!
20/12/2021 08:39:01

Por: Luiz Paulo R de Oliveira

Meu querido, meu velho, meu amigo, que saudades, trabalhamos juntos na difusora,grande profissional, um amor de pessoa, vc tem muito ainda pra fazer. Quem diria né vc com 62,eu 63 ,grande abraço sucesso sempre.
20/12/2021 08:32:35

Por: Sávio Pereira
Cuiabá
A história de um homem íntegro, acrescenta a nossa história. Elias Neto é um grande exemplo para todos que estão querendo começar. Ele é meu amigo, e tenho muito respeito pelo seu caminhar.
20/12/2021 08:09:35

Por: Francisco Do Prado S. Junior
Cáceres
Tenho a sorte de conhecer o Elias desde criança, nossos pais eram amigos, filho de familia correta , que sempre valorizou os principios os valores de uma boa convivência
, e o Elias levou e leva a vida dessa forma , parabéns, continue com sua missão de comunicador ,a sociedade precisa muito de você, abraços.
20/12/2021 08:05:50

Por: Ageo Villanova
Cáceres
Parabéns mais uma vez Kishi, pela bela matéria desse grande jornalista que admiro o seu trabalho e Parabéns Cáceres que também deve orgulhar do seu filho, Elias Neto
20/12/2021 07:56:31

Por: ADILSON DOMINGOS DOS REIS
Cáceres
Sem sombra de dúvidas, para nosso orgulho, o conterrâneo cacerense Elias Neto transformou-se em um marco na comunicação em Mato Grosso, quiçá no Brasil, com sua voz marcante e grande personalidade, vem delineando bela trajetória, um exemplo de firmeza, competência e grande humildade, pelo DNA de Família, mas, certamente também pelos ensinamentos advindos da cultura do esporte escolhido por ele, Oss Amigo Sensei Elias Neto, Abcs e redundante parabéns ao ZakiNews.
20/12/2021 06:54:55

Faça o comentário para a noticia: Elias Neto, o cacerense jornalista, âncora de TV destaque no cenário mato-grossense

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.