08/11/2021 - 06:00

Por: Antonio Costa / Zakinews

Fausto Furlan, o veterano italiano das artes


Ainda jovem, Fausto Furlan se destacava com suas pinturas retratos no final da década 40
Arquivo de família

Antonio Costa, EXCLUSIVO ao Zakinews

A trajetória de vida deste italiano que foi casado com uma cacerense ao longo de 61 anos, aponta que o talento recebido por Deus desde muito cedo, já na infância, multiplicava no campo das artes, para se tornar agora que tem 94 anos, dos mais bem vividos, um respeitável artista plástico, desenhista e retratista. Suas obras estão espalhadas por diversos locais públicos e prédios principalmente de Campo Grande, a Capital do Mato Grosso do Sul, onde ele atualmente mora com a família.

FAUSTO FURLAN

Nacionalidade: Itália
Natural de: Oderzzo, Província de Treviso
Data de Nascimento: 14/11/1927
Esposa: Edna Castrillon Furlan (cacerense)
Filhos: Humber, Suely e Suzely
Residência atual: Campo Grande/MS

 

Aos 90 anos, Furlan ainda mantinha os traços firmes
Foto: Álbum de família


Casou-se com a cacerense Edna Castrillon Furlan que conheceu em Corumbá-MS, em 11 de fevereiro de 1961. Eles tiveram três filhos: Humber Furlan, Suely Furlan e Suzely Furlan.

Fausto Furlan estudou até o Ensino Médio no Colégio Brandolini em Ordezzo. Seu tempo era preenchido ainda criança com trabalhos que fazia com a irmã para o pai Beniamino Furlan que era proprietário de um estúdio fotográfico.

O menino prodigioso começava a demonstrar talentos aos seis anos por exemplo, informa a filha Suely, época em que o mesmo já revelava e estampava as fotos que o saudoso pai fazia.

Consta que seu pai também era um exímio pintor, daí a vocação do filho com a referida arte que o acompanha nessas nove décadas de existência.

Trabalhava inicialmente nas duas frentes – fotografia e pintura – por ter se iniciado bem cedo, foi se aperfeiçoando cada vez mais, até se tornar num grande talento das artes em seu país de origem e posteriormente para o Brasil onde se mudou rapaz. A versatilidade era a sua marca com os diversos trabalhos de arte que desenvolvia com tamanha maestria.

Revela a filha Suely, a mesma que empreendeu uma viajem de motocicleta de Campo Grande até Cáceres, façanha que foi reportada numa matéria neste mesmo site, que seu pai conheceu aquela que viria a ser sua companheira pelo resto da vida, em Corumbá-MS, mais precisamente na casa de um amigo, Jorge Kassar. Este casado com a tia de Suely, Neide Castrillon. Foi como um amor à primeira vista. O jovem italiano se apaixonou pela cacerense casou e viveu longos 61 anos, 9 meses e 10 dias, conforme precisão da filha. Até que a morte os separou no último dia 22 de outubro com o falecimento de sua mãe.

A tela acima, de Furlan, está decorando a sala da residência de Suely Matiello


Em Cáceres, recorda a contadora e professora aposentada Sueli Vieira Mattielo, ela que durante anos cuidou da papelada contábil do Seu Furlan, que este uma certa vez em que ela estava na eminência de vender a sua casa localizada na Praça da Cavalhada para adquirir uma outra no centro de Cáceres, ele foi categórico em lhe aconselhar: “a gente nunca vende só compra”.

Essa máxima ela recorda até hoje e o imensamente agradece. “Realmente foi a melhor coisa que eu fiz foi seguir o conselho do meu grande amigo. Sinto muito bem aqui onde estou e devo permanecer até os últimos dias”.

Sueli Mattielo diz se lembrar do entusiasmo que o Seu Furlan segundo ela tinha por Cáceres assim que aqui chegou na década de 70. Ele ficava impressionado com as belas e magníficas paisagens naturais, pássaros e bichos que formavam a fauna pantaneira destes lados. Foram para ele o valioso e diversificado cenário fontes de lindas inspirações em vários trabalhos desenvolvidos.

Vanilda Castrillon Dantas, na tela de Furlan feita na década de 70

Talentoso retratista   

O italiano que ganha as páginas do Zakinews nesta oportunidade, realizou vários trabalhos na capital sul mato-grossense, conhecida como Cidade Morena. Informa a filha Suely que ajudou sobremaneira com as fontes de informações para a confecção deste material, que o pai produziu diversos retratos de personalidades públicas, políticos e de pessoas comuns e que também tem a sua importância e identificação com Campo Grande.

Cita a filha que na Santa Casa estão expostos os grandes nomes da medicina campo-grandense bem no hall de entrada da instituição.

Também as obras do famoso retratista podem ser admiradas na galeria dos diretores do hospital.

Além da preciosidade que são esses retratos surgidos das mãos do Furlan, alguns hotéis da capital têm seus quartos decorados com magníficas paisagens, outra marca registrada do veterano e talentoso artista.

Sua arte também pode ser admirada nas igrejas com painéis e quadros além de estampas de santos. Basta dar uma passada pelo Santuário Dom Bosco em Campo Grande e admirar o trabalho sacro do italiano-cacerense-campo-grandense.

Ele também por vários anos pôde mostrar a sua arte, criação e bom gosto na decoração de clubes no período de Carnaval; cenários e iluminação em teatros universitários, e até presépios em igrejas ele montou. Versatilidade era com ele mesmo.

Jovem tocava acordeão

Com toda a arte e criação na pintura, retrato e painéis, Furlan quando jovem gostava muito da música, tanto é que quando morou na Argentina participou ativamente de uma Companhia de Música, onde executava com talento e maestria a acordeão. Foram várias as andanças em exibições pela América do Sul.

O gosto pela musicalidade fez seus filhos optarem também em seguir o pai. Humber consegue executar vários instrumentos com estrema habilidade e domínio. Suzely e Suely tocam piano.

Casal Fausto Furlan e Edna Castrillon Furlan

Amor e compreensão

Ao longo de 61 anos de casados, os filhos são testemunhos do amor, carinho, entendimento e compreensão que marcou o relacionamento do casal Fausto e Edna. “Eles nunca tiveram uma briga ou discussão”, garante a filha Suely, que diz ter visto eles conversando sobre a união e o entendimento reinante no longo e amoroso relacionamento entre ambos. Ela completa e afirma que o pai sempre se preocupou em ser o mantenedor do lar, enquanto a mãe era quem comandava as tarefas do lar.

Em 2010, o prefeito de Campo Grande adquiriu 99 telas do artista Fausto Furlan em comemoração aos 111 anos da Capital 
Foto: Print do programa Festas & Eventos TV / Campo Grande/MS

Um das 99 telas de Furlan adquiridas pela prefeitura de Campo Grande no ano de 2010

O reconhecimento do poder público

No ano de 2010 a Prefeitura de Campo Grande adquiriu um total de 99 telas do artista plástico italiano Fausto Furlan, para expor em galeria durante as comemorações dos 111 anos da Capital, a exposição “Retratos de Campo Grande. Ontem e hoje”.

Segundo a marchand Mara Dolzan, as obras de Furlan fazem um resgate histórico da Cidade Morena, registrando com grande realismo, “quase como fotografias, a beleza e o passado da cidade”.

Assim, este italiano crava a sua passagem por esta vida com pinceladas da mais pura inspiração e que remonta desde quando era uma criança em terras italianas.

Mudou-se para o Brasil, conheceu Cáceres, casou-se com uma cacerense de família tradicional e foi ser feliz. Agora Deus a chamou para o andar de cima, e, ela certamente lhe acenou com um até breve!

Fausto Furlan ao lado da sobrinha Olga Castrillon
Foto: Facebook

 

Comentários: ( 10 ) cadastrados.
Por: Mário Pedroso
Cuiabá
Meus parabéns amigo Wilson Kishi por criar este quadro em seu site...Cáceres tem muitas personalidades que merecem ser conhecidas, reconhecidas e homenageadas.
08/11/2021 17:17:31

Por: Ivana de Oliveira
Cáceres-MT
Parabéns ao senhor Furlan! Quanto talento! Parabéns pela dedicação às telas, à família... Devemos tê-lo como exemplo por colocar amor em tudo o que toca. Linda e merecida homenagem, obrigada Zakinews!
08/11/2021 15:12:07

Por: geralda
caceres
talento é arte, é poesia, é sentimento...belissima homenagem
08/11/2021 14:37:29

Por: Edson Kassar
Campo Grande MS
Eh um tio (por casamento) querido e muito atencioso com todos os sobrnhos. Artista completo e muito gentil com todos.
08/11/2021 13:11:03

Por: Angeluca Baruki Kassar
Fortaleza.Ce.
Parabéns Furlan! Nos conhecemos desde 1961, você pintou meu retrato de noiva em Corumbá, ms. Luiz meu falecido marido, primo do Jorge Kassar batia longos papos e apreciava muito sua arte. Hoje moro em Fortaleza, fiz curso de pintura, artes visuais e me dedico a arte contempotânea. Fiquei feliz em recordar seus feitos. Meus sentimentos pela perda de Edna. Um grande abraço!!!🌻🌻🌻
08/11/2021 12:59:28

Por: Maria Sueli Vieira Mattiello
Cáceres MT
Como não participar dos comentários amigos Toninho e Kishi, se ,de uma maneira tão simples e grata pude contribuir ,e falar deste tão Ilustre Sr Furlan, são os privilégios que a vida nos oferece. - Como Administradora de imóveis, na antiga Imobiliária Ética, cuidava tb. dos imóveis dos demais herdeiros da FAMILIA CASTRILLON, Dona Neide Kassar de Corumbá MS,d. dona Huga ,dona Olga, com todos amigos clientes, sempre ficava uma "marquinha"
de boas conversas fora dos negócios ,histórias de D. Neide de D.Huga....Mas quando o Sr. Furlan chegava.... A conversa sempre ia para o lado as ARTES. - Parabéns pela matéria e que DEUS, abençoe a todos e muito força ao meu NOBRE GRANDE ARTISTA, pela sua história e trajetória de vida.
08/11/2021 11:40:18

Por: Anônimo
Campo Grande
Vou procurar ver as telas expostas nos lugares citados. Muito bom saber um pouco mais da história desse grande artista. Parabéns Antônio Costa pelo trabalho e pela lembrança .
08/11/2021 11:22:54

Por: Benedito Fernandes de Souza
Nobres-MT
Não me canso de viajar nas histórias desse site e o seu estilo de realçar pessoas e fatos passados e presentes. Personagens que fazem e fizeram parte da história de Cáceres. Show!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
08/11/2021 08:24:14

Por: Vanilda Castrillon Mendes Dantas
Cáceres
Excelente relato. ZAKINEWS, em breve será a maior fonte de consulta dos futuros pesquisadores sobre as pessoas que construiram a comunidade cacerense. A história de Fausto Furlan é um exemplo de que para o amor não existem fronteiras. Um andarilho das artes como se auto define, andou pelo mundo até jogar sua âncora em Mato Grosso. Como se ñ bastasse ainda é um grande filósofo. Aprendi a gostar ainda mais dos clássicos quando fui morar com minha tia Edna em Campo Grande. Aprendi a revelar fotografia...ver a imagem aparecer na brncura do papel. Um passe de mágica. Uma figura ímpar que tinha no meu pai seu melhor interlocutor. Conversas acaloradas, que atravessavam as horas depois de uma reunião em torno da mesa do café ou das refeições. Muita coisa boa ainda vai surgir dessa personagem que muito honra a cidade e a familia cacerense. Parabéns, Toninho e Kish.
08/11/2021 07:07:00

Por: Olga Castrillon
Caceres
Artista imenso! Filósofo por vivência! Fausto é, ainda, parte do nosso aprendizado de vida. Suas telas podem ser encontradas em várias casas e espaços públicos de MT. Ao lado do nosso pai Natalino, formam a dupla fonte das nossas buscas pelo sentido da existência. Gratidao, Toninho e Kishi pela oportunidade da manutenção da memória!!
08/11/2021 06:14:38

Faça o comentário para a noticia: Fausto Furlan, o veterano italiano das artes

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.