29/02/2016 - 14:22

Por: Michele Junqueira

Prefeito Francis participa de Visita Técnica aos Portos de Cáceres com Diretoria da Aprosoja.


Foto: Ronivon Barros

   Nesta última sexta-feira (26), o Prefeito Francis participou de uma visita técnica aos Portos de Cáceres e reunião na Câmara Municipal, com representantes da agricultura familiar, movimentos comunitários, federação da agricultura, comércio e agropecuária, Marinha do Brasil, Aprosoja, representante dos portos e empresários rurais, para avaliação dos terminais portuários da hidrovia Paraguai- Paraná.

   O Deputado Estadual Adriano Silva que ajudou a criar  a Frente Parlamentar de Desenvolvimento da Região Oeste, teve a iniciativa de convidar o Presidente da Aprosoja Endrigo Dalcin para esta visita técnica aos portos de Cáceres. "Há pouco mais de um mês fui pessoalmente fazer o convite a todos os diretores da instituição, para que, juntos, possamos avaliar e debater a viabilidade da hidrovia Paraguai-Paraná" comentou Adriano.

   O Diretor do Movimento Pró-Logística, Edeon Vaz Ferreira, que usou vários dados do   Engenheiro Adilson Reis, discorreu sobre o desenvolvimento logístico com propostas e soluções que possibilitem ganhos econômicos, sociais e ambientais para a região com objetivo de avançar a logística fluvial e diminuir os valores de fretes. Conforme Edeon a hidrovia do Paraguai está praticamente pronta, mas é preciso ter custos competitivos, pois se o frete for alto não viabilizará o projeto, “o que define a escollha de uma rota é o menor custo”, diz Edeon.

   Para o presidente da Aprosoja - Associação dos Produtores de Soja e Milho do Mato Grosso,Endrigo Dalcin, o objetivo da reunião foi escutar a sociedade, ver in loco o porto já existente no município de Cáceres, focar nos estudos que já estão bem adiantados quanto à viabilidade técnica e econômica dessa hidrovia, “é preciso mudar o modal de transporte e usar as ferrovias e hidrovias, essas alternativas vão ter que surgir, a Aprosoja sempre teve a logística como seu principal desafio, vamos dar mais foco para que esses projetos e essas ideias aconteçam com mais rapidez” afirmou Endrigo.

   O Representante dos portos Marcel Chain disse que as visitas e a reunião foram muito produtivas, explicaram o que é o Mato Grosso, qual o potencial da soja no estado e como a hidrovia é importante para o futuro da região de Cáceres, “tenho certeza que estamos em um momento de sinergia e sinto que conseguiremos trazer coisas boas para a região, hoje o potencial do porto é de 1 milhão de toneladas ano com trabalho continuado, o porto está operante e pode começar operar amanhã e garanto que os portos de Cáceres conseguem atender a demanda da Aprosoja”, conclui Chain.

   O Presidente da Câmara Municipal de Cáceres, Márcio Paes da Silva de Lacerda, comenta que a reativação dos portos é mais que um sonho, é uma necessidade que vai tirar a sobrecarga das rodovias, diminuir o custo dos fretes e melhorar a economia da região.

   Para o Prefeito Francis, à reativação dos portos e a hidrovia dará toda sustentabilidade econômica e o desenvolvimento que Cáceres precisa, “a cidade vive um momento histórico de grande evolução, vamos lutar cada vez mais para que a reativação dos portos aconteça”, afirma o prefeito.

   O evento levantou todas as possibilidades de abertura dos portos, será uma possibilidade de reativar Cáceres, inclusive a próxima reunião será dia 8 de março em Cuiabá, para uma posição final sobre o inicio das operações.

   Estiveram presentes as autoridades: Vereadora Valdeniria Dutra Ferreira, Secretário de Turismo Julio César Parreira, Secretário de Governo Wilson Kishi, Vereador Tarcísio, Vereador Professor Domingos, Deputado Adriano Silva, Neto Golvea, Egenheiro Adilson Reis e Comandante da Marinha do Brasil Ronaldo da Costa Lima.

 

 

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Prefeito Francis participa de Visita Técnica aos Portos de Cáceres com Diretoria da Aprosoja.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.