Zaki News

12/11/2015 - 11:59

Por: Assessoria

Cerca de 200 garimpeiros bloqueiam rodovia pelo 3º dia em Mato Grosso


 

Foto: Reprodução TVCA

   Pelo terceiro dia, um grupo de aproximadamente 200 garimpeiros permanece bloqueando um trecho da BR-174, na cidade de Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá. Os garimpeiros protestam contra a desocupação da Serra da Borda, área considerada como extração ilegal de ouro, atualmente monitorada forças policiais de Mato Grosso.

   De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ainda não há uma possibilidade de solução pacífica para que rodovia seja liberada, já que não existem lideranças no movimento.

   O grupo está no local desde o final da tarde de teça0feira (10), onde bloqueia o km 289 ainda nesta quinta-feira (12). Existe a possibilidade de que a Força Nacional seja acionada para retirar os garimpeiros da rodovia.

   Além de protestarem contra a desocupação do garimpo, os manifestantes pedem a legalização do local para que possam voltar a trabalhar na área. Os garimpeiros alegam que trabalhavam honestamente no local. A PRF informou que monitora o bloqueio e tenta negociar a liberação com os manifestantes.

   Desocupação

   A operação na serra para desocupação ocorreu na terça-feira. Apenas 80 garimpeiros permaneciam no local. Segundo a polícia, eles não ofereceram residência quando as forças policiais iniciaram a ocupação da Serra da Borda e saíram levando ferramentas e  objetos pessoais, mas deixando no garimpo qualquer ouro que tivessem  encontrado.

   De acordo com a PF, uma perícia ambiental está sendo feita no local com servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema-MT) e Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

 


Por Denise Soares

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Cerca de 200 garimpeiros bloqueiam rodovia pelo 3º dia em Mato Grosso

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.