28/05/2015 - 07:07

Por: Amanda Sampaio

Após inspeção sanitária, Rússia embarga dois frigoríficos de MT


Reprodução TVCA

   O serviço veterinário russo Rosselkhoznadzor divulgou em seu site nesta quarta-feira (27) a informação de que sete frigoríficos de carne bovina do Brasil foram embargadas após inspeção sanitária e suas exportações estão suspensas temporariamente. Dentre as unidades embargadas estão dois frigoríficos de carne bovina de Mato Grosso. As unidades de abate são a Mato Grosso Bovinos, de Várzea Grande, na região metropolitana da capital Cuiabá, e a Nortão Industrial de Alimentos, de Sinop, município a 503 km de Cuiabá.

   Os embargos a essas unidades passam a valer a partir de 9 de junho e abrangem mais cinco plantas de abates de bovinos do país: duas da Marfrig em São Paulo; duas da JBS, sendo em Minas Gerais e Goiás, e uma do Frigorífico Silva no Rio Grande do Sul.

   No site do serviço veterinário russo, outros três frigoríficos do país constam na lista de embargos temporários a partir do dia 2 de junho: o frigorífico JBS de Araputanga (MT); Frigol, de São Paulo, e Marfrig, de Mato Grosso do Sul.

   Na opinião do presidente Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), Antonio Jorge Camardelli, as inspeções são um procedimento comum a partir do momento que um acordo sanitário entre os países é firmado. Ele explica que, após a comunicação do governo russo ao frigorífico, a unidade traça num plano de ação corretivas. “Quando isso encontra-se devidamente complementado, ele comunica o governo brasileiro que está tudo em ordem e o governo brasileiro comunica à Rússia de que as ações corretivas foram feitas e que está pronta a retornar”, diz.

   Mas o embargo não preocupa o setor, de acordo com o presidente, já que quando um mercado se fecha temporariamente, as empresas passam a destinar seus produtos a mercados onde não há restrições para eles. “Dentro do processo de exportação que não vai interferir nem em volume e nem em receita, uma vez que os frigoríficos possuem capilaridade do processo. A capilaridade vai nos proporcionar manter as exportações em volume e receita a exemplo do que já ocorreu em outras restrições temporárias”, afirma.

   Conforme posicionamento do Ministério da Agricultura (MAPA) divulgado no final da tarde desta quarta-feira, no total, foram 10 unidades brasileiras embargadas, entre elas as sete unidades de carne bovina e mais três suínas. O ministério informou ainda que a comunicação do embargo pela Rússia faz parte de um processo de rotina e bastante comum realizado pelo governo desse país em negociações sanitárias internacionais e que o mercado de exportação de carnes para o país está assegurado com a habilitação de diversos frigoríficos brasileiros.

   O posicionamento destaca que mais de 60 unidades estão habilitadas a comercializar carnes bovina e suína com a Rússia. O Mapa informou que está solicitando informações detalhadas ao governo russo sobre a situação de cada um dos frigoríficos embargados, para tomar as providências necessárias para correção de cada caso e comunicação às autoridades russas.

 

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Após inspeção sanitária, Rússia embarga dois frigoríficos de MT

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.