Zaki News

27/02/2015 - 07:30

Por: Ana Luíza Anache

Começa primeira turma de curso para adoção


 

   A primeira turma de 2015 do projeto Pré-Natal da Adoção, que prepara futuros pais adotivos, começou na última segunda-feira (23 de fevereiro) em Cuiabá. Esta é a 23ª edição do curso promovido pela Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara) e, segundo o presidente da instituição, André Luis Campanha, é a maior turma já registrada. 

   São 46 pessoas, entre casais e solteiros, em busca de um filho. “O pessoal está animado e isso é muito bom. Quanto mais divulgamos a adoção, mais contribuímos para a quebra de tabus. Precisamos acabar com a desinformação e o preconceito”, afirma André, que é pai adotivo de duas meninas. 

   Segundo o presidente da Ampara, o objetivo do curso é orientar os candidatos para garantir uma melhor qualidade na convivência familiar. Assim, os pretendentes se preparam melhor para a adoção e os vínculos familiares são estabelecidos de maneira mais saudável. 

   O primeiro módulo do curso teve como instrutora a advogada Lindacir Rocha Bernardon, mãe adotiva, fundadora da Ampara e voluntária da instituição. “Atualmente temos em Cuiabá cerca de 70 pessoas interessadas em adotar. No estado inteiro, esse número chega a 500 pessoas a espera de um filho”, revela Lindacir. 

   Em contrapartida, há aproximadamente 70 crianças a espera da adoção. “São crianças que fogem do padrão por conta da idade ou porque têm irmãos. E, enquanto eles não encontram uma nova família, recebem afeto, apoio e ajuda financeira por meio do projeto Padrinhos, da Corregedoria”, afirma.  

   De acordo com a Lei 12.010/2009, o curso é obrigatório para pais adotivos. Ele é dividido em cinco módulos, nos quais os pretendentes à adoção aprendem sobre a história da adoção, os aspectos jurídicos, a criança institucionalizada, a gestação de um filho adotivo e a convivência familiar. Além disso, a programação inclui a visita dos futuros pais a uma instituição. No fim, os participantes avaliam o curso e recebem certificado de conclusão. 

   As aulas ocorrem na Escola dos Servidores Desembargador Atahide Monteiro da Silva, toda segunda-feira, de 19h às 21h30. O curso termina no dia 23 de março. 

   Como adotar – A instrutora Lindacir esclarece que o primeiro passo para a adoção é procurar o Juizado da Infância e Juventude, que vai orientar sobre a documentação necessária e encaminhar os pais para o curso. Com o certificado e os documentos em mãos, os pais devem retornar ao Juizado, que vai agendar a visita da equipe multidisciplinar à residência. O relatório da visita das psicólogas e assistentes sociais é encaminhado ao juiz, que vai determinar a sentença dizendo se a pessoa ou o casal está apto ou não para a adoção. Estando aptos, os interessados vão para a fila de adoção.

 

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Começa primeira turma de curso para adoção

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.