10/12/2014 - 06:47

Por: Karine Miranda

Após impasse com MPE, trincheira será liberada nesta quarta-feira


Tony Ribeiro

   O Governo do Estado irá liberar o tráfego sobre as duas pistas inferiores da Trincheira Santa Rosa, na Avenida Miguel Sutil, a partir desta quarta-feira (10). Com a liberação, os motoristas poderão fazer o “mergulho” na trincheira para continuar o trajeto pela Avenida Miguel Sutil nos dois sentidos (Despraiado-Várzea Grande e sentido inverso).

   O objetivo é melhorar o fluxo de trânsito próximo a rotatória do Santa Rosa, liberada desde o início do ano, e alvo de muitas críticas dos motoristas que demoravam, em média, 15 minutos para percorrer o trecho localizado em frente ao Supermercado Big Lar.

   Após a entrega da trincheira, conforme informações da Secopa, segue a execução do "embelezamento arquitetônico" do projeto. A rotatória passará por obras de complementação da estrutura em concreto armado para formar as “abóbadas” – estrutura arqueada com a qual se agrega beleza à funcionalidade da obra. 

 

 

Impasse


   A liberação deveria ter ocorrido no final de novembro, mas precisou ser adiada após o Ministério Público Estadual (MPE) exigir o projeto de trânsito no local. Na ocasião, o MPE solicitou à Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) a realização da sinalização da trincheira, conforme consta no Conselho Nacional de Trânsito (Contran).


   A medida foi muito questionada, visto que a trincheira do Verdão foi entregue com a sinalização provisória até que toda a obra seja completamente concluída.  Contudo, a Secopa determinou a realização de serviços de instalação dos divisores de pista (New Jersey), da pavimentação asfáltica e da sinalização definitiva, além da instalação de advertências em locais que ainda continuam em obras. 

   Ainda não há previsão de quando será entregue definitivamente a Trincheira Santa Rosa que começou a ser construída em junho de 2012 e tinha prazo de execução previsto para 365 dias. 

 

 

A obra

   A trincheira  não foi entregue no prazo, visto que a empresa Ster Engenharia, responsável pela obra na época, abandonou a construção sob alegação de incapacidade para concluir o projeto.  Além disso, problemas com interferências de canos de água e cabos de telefonia bem como as ações de desapropriações e até as chuvas que impedem os serviços de terraplanagem protelaram a execução da obra.


   Com 520 metros de extensão, a trincheira integra o pacote de intervenções de travessia urbana, resultado de um convênio entre Governo do Estado e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), no valor de R$ 165 milhões.

   Ainda integram o pacote, as Trincheiras Jurumirim/Trabalhadores e Verdão; os viadutos do Despraiado e da Dom Orlando Chaves e o Complexo Viário do Tijucal – composto pelo viaduto que já está liberado para o tráfego e a trincheira que ainda está em construção.

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Após impasse com MPE, trincheira será liberada nesta quarta-feira

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.