17/11/2014 - 06:20

Por: Kelly Martins

Autoescola é suspensa em MT e 2 são investigadas por suposta fraude


   Uma autoescola de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, teve as atividades suspensas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) após denúncias de irregularidades e por não estar credenciada ao órgão. Além dela, outras duas autoescolas que supostamente estariam atuando de forma clandestina também estão sendo investigadas no município, mas continuam funcionando normalmente.

   Segundo o diretor de Habilitação do Detran, Leandro Jacarandá, foi verificado que na documentação apresentada pelas três autoescolas havia certidões falsificadas e ainda divergências nas informações prestadas para a renovação anual do credenciamento. “Todas elas precisam estar habilitadas para funcionar. Se falta um documento, não está habilitada. Constatamos que nos anexos dos processos de credenciamento, essas empresas enviaram certidões falsas”, explicou o diretor em entrevista ao G1.

   Ele disse ainda que o órgão vai apurar se as autoescolas teriam supostamente fraudado os documentos, e que os casos devem ser investigados também pela Polícia Federal (PF) e Delegacia Fazendária. Jacarandá explicou ainda que anualmente as empresas devem apresentar documentos obrigatórios que comprovem a atuação para a renovação do credenciamento. A autoescola que está impedida de funcionar, por exemplo, não tinha a documentação e ainda apresentou outras situações agravantes. “Se não tem autorização legal, não pode atuar”, completou. Ele preferiu não divulgar o nome da autoescola por conta da investigação.

   O flagrante foi feito durante fiscalização na última semana em Várzea Grande e está ocorrendo em diversos municípios de Mato Grosso após denúncias de irregularidades feitas à Corregedoria do Detran. A equipe de fiscais já teria percorrido por 15 cidades, de acordo com o diretor de Habilitação. Ele pontua também que o credenciamento junto ao Detran-MT dá à sociedade a segurança de que as autoescolas, despachantes e demais credenciados preenchem os requisitos exigidos por lei.

   O presidente do Sindicato de Formações de Condutores, Djalma Nogueira de Souza, disse que não foi informado sobre a suspensão da autoescola. Porém, declarou que tem acompanhado junto ao Detran o monitoramento e fiscalização das autoescolas no estado, na garantia de que os alunos recebam o atendimento adequado.

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Autoescola é suspensa em MT e 2 são investigadas por suposta fraude

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.