02/11/2014 - 18:48

Por: Jânio Batista

Começa o 3º Turno das Eleições


   A vitória de Dilma Rousseff numa análise fria somando as abstenções, votos nulos, brancos e os votos contrários indica que a população coloca em cheque seu novo mantado. Sua tarefa daqui para frente vai ser de buscar a união para garantir a governabilidade e encaminhar os seus projetos mais imediatos para o crescimento econômico e social da nação.  Os 48% dos  brasileiros que votaram no Aécio Neves, vão estar de alguma forma vigilantes a cada passo do novo governo. Por isso que cada eleição é um aprendizado e amadurecimento coletivo e cada resultado eleitoral precisa ser bem avaliados e compreendidos. Essas eleições foram duras e seu resultado apertado demonstra que o Brasil se dividiu ao meio. A tarefa da Eleita vai ser de diálogo permanente com os novos integrantes do Congresso Nacional e setores da sociedade.

   Interessante que no dia da eleição li o artigo do Colunista "Clóvis Rossi" que saiu na Folha de SP(26/10), destaco o parágrafo “... É evidente que há forte descontentamento com as lideranças que esse sistema oferece ao público Eleitor. Prova-o o fato que a Candidatura primeira colocada no turno inicial (Dilma Rousseff), conquistou apenas 43% do eleitorado total do país. É lógico supor, aliás, que nem mesmo ultrapassará os 50% mais um do eleitorado total. Embora consiga a marca quando se eliminam a obtenção, os votos brancos e nulos. Em um sistema assim, é muito difícil fazer reformas que necessariamente precisam ser profundas. Ainda mais que o clientelismo criou camadas "arqueológicas" de funcionários públicos leais ao Partido/Coligação que está ou esteve a frente do poder. Reformulá-los vai contra interesses estabelecidos, ou gera uma resistência. Tudo somado, tem-se que pouco menos da metade do eleitorado ficará frustrado com a derrota do seu Candidato. A outra metade tende a se frustrar depois, se as reformas não vierem..."

   Agora, em que pese toda uma gama de ações, o novo governo vai ter que ser mais conciso, vai ter interagir muito com todos os segmentos da sociedade. Não podemos deixar de alertar principalmente, ao que vem acontecendo no final deste governo que finda, referente à elevação da taxa SELIC (taxa básica de juros da economia brasileira), que somente beneficia o mercado financeiro, em favorecimento explícito aos especuladores, com prejuízo ao crescimento dos segmentos produtivos. Esse é um nó que precisa de atenção imediata do novo governo.

   Chamo atenção para o punhado de bobagens que circulam nas redes sociais com muitos comentários e considerações carregados de preconceitos, avaliações medíocres, coisas que retratam o que pensa uma minoria que não tem respeito ao ser humano. Alguns chegam às raias do ridículo pregando divisões do país, rotulando regiões onde os votos prevaleceram para a candidata vitoriosa. Na democracia o resultado final retrata o desejo da maioria. Deve ser respeitado e ponto final. O Candidato derrotado já reconheceu e cumprimentou a eleita. Isto é civilidade e demonstra que nossa república está consolidada. Já a Presidente eleita no seu primeiro discurso após o resultado das urnas, a eleita clamou pela efetivação de um dialogo nacional, em beneficio à nação. Vamos em frente é a vida que segue! Nesse contexto, reafirmamos que vamos acompanhar par e passo todas as medidas que venham atender a pauta dos trabalhadores e aposentados do nosso Brasil.

Prof. Jânio Batista de Macedo
Presidente do SINDNAPI MS
www.sindicatodosaposentados.org.br

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Começa o 3º Turno das Eleições

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.