02/11/2014 - 06:54

Por: Carolina Holland

Aumenta o número de analfabetos entre pretos e pardos em MT, diz IBGE


   O número total de analfabetos diminuiu em Mato Grosso entre os anos de 2000 e 2010, mas aumentou entre a população preta e parda do estado. O aumento nesse público específico também foi verificado em Cuiabá, cidade que também registrou crescimento geral do analfabetismo nesse mesmo período. Os dados são da pesquisa Estatísticas de Gênero - Uma análise dos resultados do Censo Demográfico 2010.

   O estudo foi produzido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres e a Diretoria de Políticas para Mulheres Rurais e Quilombolas do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

   De acordo com o levantamento, no período de dez anos analisado pelo IBGE, o total de analfabetos em Mato Grosso caiu de 198,9 mil para 190,6 mil. A queda foi verificada tanto entre os homens (de 101,4 mil para 99,5 mil) quanto entre as mulheres (97,5 mil para 91,1 mil).

   Entretanto, o analfabetismo aumentou no estado entre a população preta e parda, passando de 131,4 mil para 135,7 mil.

   O crescimento ocorreu tanto entre os homens (de 70 mil para 73,4 mil) quanto entre as mulheres (de 61,4 mil para 62,3 mil). A faixa etária de 60 anos ou mais foi a que registrou o maior salto: eram 36 mil pessoas (17,9 mil homens e 18,1 mulheres) e passaram para 53,2 mil (26,6 mil homens e 26,6 mulheres).

   Na contrapartida, os brancos tiveram queda no analfabetismo, que diminuiu de 59,4 mil (27,9 mil homens e 31,4 mil mulheres) para 45,6 mil (22,1 mil homens e 23,4 mil mulheres).

   Cuiabá

   Na capital, o número total de analfabetos aumentou de 19,1 mil no ano 2000 para 19,2 mil em 2010. A variação foi detectada na população masculina, cuja quantidade de pessoas que não sabem ler e nem escrever subiu de 8,4 mil para 9,7 mil. Entre as mulheres, houve queda de 10,6 mil para 9,4 mil.

   Na população branca, contrariando o panorama geral, houve queda no analfabetismo de 5 mil (1,9 mil homens e 3,1 mil mulheres) para 3,3 mil pessoas (1,2 mil homens e 2,1 mil mulheres). Já entre os pretos e pardos, no entanto, esses dados subiram de 13,6 mil (6,3 mil homens e 7,3 mil mulheres) para 15,5 mil (sendo 8,3 mil homens e 7,2 mil mulheres).

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Aumenta o número de analfabetos entre pretos e pardos em MT, diz IBGE

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.