30/10/2014 - 18:33

Por: Redação/Zakinews

Campanha de vacinação contra poliomielite e sarampo começa dia 8


    A campanha de vacinação contra a poliomielite e sarampo será realizada entre os dias 8 e 28 de novembro, sendo que os sábados 8 e 22 serão os dias de mobilização nacional, então os postos de todo o país ficarão abertos ao público para dar ênfase a essa campanha.

   A poliomielite, mais conhecida como paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus (sorotipos 1, 2, 3) que pode afetar crianças e adultos, transmitida via fecal-oral (contato direto com fezes ou secreções expelidas pela boca) e provocar ou não paralisia. Os sintomas variam de acordo com a gravidade da infecção, a pessoa que adquire a deonça na forma não paralítica costumam sentir febre, dor de cabeça, mal estar, dores na garganta e no corpo, vômitos, diarreia, espasmos, constipação, rigidez na nuca e meningite. Já na forma paralítica, além dos mesmos sintomas citados anteriormente, instala-se a flacidez muscular que afeita, em regra, um dos membros inferiores.

   A campanha vai abranger o público de 5 meses até os 5 anos incompletos. Serão distribuídas 17,8 milhões de vacinas  em gotas, porém, o ministério recomenda para as crianças que estão com o cartão de vacinação atrasado que tomem a vacina injetável.

   O sarampo é uma doença infecto-contagiosa, provacada pelo Morbili vírus e transmitida por secreções das vias respiratórias, potencialmente grave, podendo levar até a morte do bebê em caso de gestantes. Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, vermelhidão na pele, coriza e conjuntivite. A vacinação será para o público de 1 ano de idade até os 5 anos incompletos. Além dessas vacinas, estarão disponibilizadas também 12,5 milhões de doses contra a tríplice viral, contra a caxumba e rubéola.

   Segundo Jarbas Barbosa, secretário de Vigilância em Saúde, a população pode ficar tranquila, pois as vacinas são seguras e têm a recomendação da Organização Mundial da Saúde. As reações são consideradas raras, mas no caso da vacina contra a pólio, pode-se sentir febre ou dor no local da aplicação.

   Apesar de o Brasil estar livre da poliomielite desde 1990, o ministro da saúde, Arthur Chioro, disse que é importante a continuação da campanha para evitar a reintrodução da doença no país, uma vez que recebemos, anualmente, milhares de turistas vindos do mundo todo. Entre os anos de 2013 e 2014, 10 países foram alvo do sarampo, e três deles são considerados endêmicos, são eles: Paquistão, Nigéria e Afeganistão.

  

                     

                                

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Campanha de vacinação contra poliomielite e sarampo começa dia 8

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.