29/10/2014 - 16:22

Por: Arthur Orton/Sejudh-MT

Parceria forma mais vinte recuperandos em Arenápolis


   A Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh-MT), por meio da Fundação Nova Chance (Funac), ofereceu em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) um curso de aplicador de revestimento cerâmico na Cadeia Pública (CP) de Arenápolis para 20 recuperandos, entre os dias 28 de julho e 19 de setembro.

   O curso faz parte do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) do Ministério da Educação (MEC). A Sejudh-MT, em parceria com o Senar, oferece ainda os cursos de costureiro, instalador hidráulico residencial, almoxarife, carpinteiro de obras, pintor de obras, ajudante de obras, pedreiro de alvenaria, encanador, instalador predial, marceneiro, almoxarife de obras, artesão de pintura em tecido, carpinteiro de esquadrias, auxiliar administrativo elétrico de instalações em baixa tensão, manicure e pedicure. 

   O secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho, destaca que a parceria com instituições do Sistema S, Governo Federal, prefeituras e outras entidades ocorre em todas as unidades do Sistema Penitenciário (Sispen). 

   “Estamos oferecendo uma nova chance para estas pessoas, profissionalizando os recuperandos e dando a eles a oportunidade de retornar ao convívio social com mais garantia de uma colocação no mercado de trabalho”, avalia Pôssas de Carvalho.  

   O curso de aplicador de revestimento cerâmico também será realizado no dia 3 de novembro na CP de São José do Rio Claro. Segundo a gestora do Pronatec da Funac, Adelaide dos Santos Morais, o levantamento de demanda de cursos das unidades prisionais para 2015 já está sendo feito. A CP de Várzea Grande já realizou este ano tal curso, na mesma data que em Arenápolis.

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Parceria forma mais vinte recuperandos em Arenápolis

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.