Zaki News

28/10/2014 - 18:42

Por: Mariana Vianna e Keila Maressa

Margens do Rio Paraguai serão limpas pelo Juvam


   No próximo mês, o Juizado Volante Ambiental (Juvam) da comarca de Cáceres vai promover uma operação de limpeza das margens do Rio Paraguai. De acordo com a juíza Alethea Assunção Santos, responsável pelo Juvam, a ação é realizada anualmente, sempre no primeiro domingo da piracema, que neste ano será em 9 de novembro, de 9h às 17. “A intenção é recolher o lixo depositado nas margens para que com a cheia, os detritos não cheguem até o leito do rio”. 

   Para isso, serão utilizadas embarcações pequenas que subirão e descerão as águas com voluntários recolhendo tudo que não faz parte do meio ambiente local. O lixo recuperado será depositado em embarcações grandes que auxiliarão na limpeza. No ano passado esta mesma operação retirou mais de três toneladas de lixo do rio. 

   “Estes resíduos, infelizmente, são deixados pelas pessoas que acampam na região e quando vão embora não fazem o recolhimento do material como por exemplo garrafas pet, sacos plásticos, papéis e copo descartáveis”, lamenta a magistrada. Esta será a 26ª edição de limpeza do rio e será realizada em conjunto com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), a Polícia Ambiental, a Marinha e voluntários da região.  

Operação Rondon  

   O Juvam de Cáceres realiza várias ações no sentido de coibir a poluição ambiental e a degradação da fauna. Na última semana, uma equipe de servidores abordou as embarcações pequenas que navegavam o Rio Paraguai para orientar e conscientizar pescadores quanto à necessidade de respeitar o tamanho mínimo dos peixes. 

   A ação faz parte da Operação Rondon desencadeada pela equipe do Juizado Volante Ambiental de Cáceres (Juvam) em conjunto com o Gefron, Polícia Federal, Polícia Ambiental e Marinha do Brasil. Todas as abordagens foram feitas entre a cidade de Porto Espiridião, às margens do rio Jauru, e Cáceres, no rio Paraguai. 

   De acordo com o Sargento Jorge, que acompanhou o trabalho, cada espécie tem um tamanho mínimo, e, caso o peixe esteja abaixo da metragem estipulada, é necessário soltar a animal no rio. Ele afirmou ainda que dentre os mais pescados na região, o pacu deve ter pelo menos 45 centímetros, o cachara deve medir 80 cm e o pintado pelo menos 85 cm.

   Os pescadores também receberam informações acerca da pesca predatória, ou seja, com utilização de redes de arrastão ou espinhel. 

   Serviço – Denúncias de crimes ambientais podem ser feitas na sede do Fórum de Cáceres, localizado na Rua das Maravilhas, s/nº, bairro Cavalhada, ou pelo telefone (65) 9989-2801. Em Cuiabá e Várzea Grande, pelo telefone 3642-4064, e-mail juvam@tjmt.jus.br ou na sede do Juvam, localizada na Rua Topázio, nº 435, bairro Bosque da Saúde, em Cuiabá.

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Margens do Rio Paraguai serão limpas pelo Juvam

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.