Zaki News

17/02/2014 - 13:58

Por: Any Poquiviqui

Prefeitura de Pontes e Lacerda Concretizou o Sonho de mais uma Família


A casa cedida à família pertence ao “Programa Minha Casa, Minha Vida”

Sandro Rodrigues

   O Sonho da Casa própria tornou-se realidade no mês de fevereiro, para a Sr. Rosa Salustriano da Silva, 60 anos, moradora de Pontes e Lacerda desde 1974. A Prefeitura do município por meio da Secretária de Assistência Social realizou a entrega das chaves para a família composta por 6 pessoas.

   Marli Santana, assistente social e membro da Comissão de Habitação, relatou que, a casa foi vendida pelo beneficiário que a recebeu em 2011, por Lei as casas adquiridas por programas do governo, neste caso “Programa Minha casa, minha vida”, não podem ser vendidas nem alugadas. Diante da situação a comissão solicitou junto à justiça a reintegração de posse do imóvel localizado no Residencial Hortência. Marli relatou ainda, mais dois casos no município em que foram realizados os mesmos procedimentos diante da justiça que determinou a reintegração de posse.

   De acordo com a Assistente Social, esta situação serve de alerta a todos que são beneficiados pelos programas habitacionais e também para quem se dispõe a comprar um imóvel nestas condições, pois ambas as partes perdem, quem comprou não tem ressarcimento do poder público pelo valor pago no imóvel, e o beneficiário que vendeu ou alugou faz parte do cadastro único do Ministério da Cidade, o qual ficará impossibilitado de ser beneficiado novamente com qualquer programa habitacional.

   A senhora Rosa, mora com o esposo e quatro netos que ela cuida com muito carinho desde 2013, ano em que sua filha veio a falecer. Emocionada a moradora agradeceu ao poder público, e relatou que o ano de 2014 iniciou de forma gratificante. Sem muitas palavras, as lágrimas tomaram conta da emoção em poder ter finalmente à tão sonhada casa própria.

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Prefeitura de Pontes e Lacerda Concretizou o Sonho de mais uma Família

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.