Zaki News

16/08/2013 - 13:55

Por: João Bosquo - SECOM/MT

Fórum debate futuro de Cáceres integrado por diversos modais


Wilson Kishi

   O Fórum de Desenvolvimento da Região de Cáceres, uma realização do Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria Extraordinária de Acompanhamento da Logística Intermodal – Selit, em parceria com a prefeitura de Cáceres e outros parceiros, debate a realidade e desenvolvimento da região, por conta de sua localização estratégica em termos de continente. O fórum realizado nesta sexta-feira (16) foi aberto com o painel “Traçado Ferroviário e o Impacto na Região”, apresentado pelo titular da Selit, Francisco Vuolo.

   Segundo Vuolo, a realização do Fórum se justifica pela importância de Cáceres, que já tem uma hidrovia funcionando e que esse corredor hidroviário precesa ser potencializado. Uma das formas de fomentar o desenvolvimento é o intercâmbio comercial com os países vizinhos, importando, como exemplo, fertilizantes e embalagens PETs da Argentina pelo rio e depois ser levados para outras regiões do estado e outros estados. Mas, para isso é preciso a ferrovia.

Wilson Kishi

    No painel o secretário abordou o processo histórico de Cáceres, que já teve uma posição de destaque econômico, com a produção de açúcar, e depois sofreu um processo de estagnação por conta do desenvolvimento de outras regiões com foco no agrobusiness, justamente por falta de uma logística. A Ferrovia Senador Vicente Vuolo, que já chegou e esperando na cidade de Rondonópolis – cujo terminal intermodal, o maior da América Latina, será inaugurado no mês de setembro -, dentro de seu plano estratégico prevê chegar até Porto Velho. É dentro desse panorama, a ferrovia avançar até Porto Velho passando por Cáceres para integrar a região sudoeste mato-grossense no processo de desenvolvimento pelo qual o Estado vem vivenciando.

Wilson Kishi

   O prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz disse que a realização do fórum é importante com vistas a interligar o município pelo modal ferroviário para incrementar o seu desenvolvimento. Ele diz que a prefeitura já está trabalhando no sentdo de atrair empresários para investir na agricultura, tendo como chamativo o preço do hectare de terra na região é mais barato em relação as regiões agrícolas. Segundo ele, o escoamento pela ferrovia seria um atrativo a mais para atração de novos investimentos, além de impulsionar a mineração, que depende essencialmente para seu escoamento da ferrovia e hidrovia.

   O deputado estadual Ezequiel Fonseca, em fala na abertura, disse que o fórum é um “ponto fundamental de resgate para a região. Precisamos arrumar um meio de alavancar o desenvolvimento desta região que já foi o celeiro de Mato Grosso. Que saiamos daqui com uma visão mais ampliada”, disse.

   O ex-senador Márcio Lacerda disse que o debate sobre logística, como está colocado pelo fórum, de uma forma ampla, é fundamental para a região que sofreu um colapso por conta do Estado priorizar as regiões produtoras para o escoamento. Segundo ele, o desenho paa a retomada do desenvolvimento de Cáceres está posto e agora depende do esforço de todos para que isso possa sair do papel. Márcio Lacerda diz que “há mais de 30 anos vem destacando que Cáceres está no centro da América do Sul e tem em torno um mercado representado por mais de 30 milhões de consumidores, na Argentina, Peru, Bolívia e Brasil”.

   O painel “Hidrovia Paraguai-Paraná: Morrinhos e Modelo de Concessão”, or Walneon Oliveira, da Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAq, fez um panorama político do comportamento do Governo Federal, do Plano Nacionanl Hidroviário e do marco regulatório. Segue-se os painéis “Situação Ambiental da Região”, pelo professor doutor Amir Mattar Valente, da Universidade Fedeal de Santa Catarina; “Oportunidades Produtiva”, por Carlos Fávaro, da Aprosoja; “Potencial Turístico”, por Rosângela Lazarin, presidente da Comtur; e “Perspectivas Minerais”, por Sérgio Romani, seguido de debates.

Comentários: ( 2 ) cadastrados.
Por: José Maria
Cáceres
Participei pela manhã, achei muito importante as informações das duas palestras. O secretário Vuolo fui muito bem e conhece muito do assunto. Parabéns. O que achei muito estranho é o prefeito de Cáceres não ter ficado para assistir as palavras e teve somente dois prefeitos das cidades da região presente (Salto do Céu e Figueirópolis), mas também foram embora depois da abertura. DEIXO UMA PERGUNTA COM DÚVIDAS: Será que faltou divulgação para os prefeitos da região? Ou será que todos os prefeitos faltosos não perceberam que a ferrovia passando por Cáceres vai alavancar toda a região? Porque os três prefeitos presentes foram embora cedo? Será que tinha algo mais importante que esse Fórum? Notei também que teve pouca participação dos vereadores daqui. Lembro que vi o Edmilson Campos, o Alencar das bicicletas, Marcinho dos Lacerdas, é, os Lacerdas estavam todos. Mas o negócio ´foi o descaso para um evento tao grande, correto? Muita pouca gente interessada.
16/08/2013 21:20:40

Por: OBSERVADOR
caceres
jOSE MARIA, COISA QUE É FEITA SEM PLANEJAMENTO E SEM ORGANIZAÇÃO DÁ NISSO...tanto pelo governo do Estado como pela Prefeitura de Caceres.
17/08/2013 17:18:33

Faça o comentário para a noticia: Fórum debate futuro de Cáceres integrado por diversos modais

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.