07/08/2013 - 10:55

Por: Adrielle Piovezan

Agricultura Familiar de MT produzirá etanol sustentável


Assessoria

   Com intuito de levar tecnologia de ponta à agricultura familiar, através da eficiência da batata doce industrial como matéria prima na produção do etanol, ecologicamente sustentável, o deputado Ezequiel Fonseca (PP), apresentou ao Delegado Federal do Desenvolvimento Agrário no Estado, Nelson Luiz Borges de Barros, a viabilidade e o potencial da proposta que deverá inserir os trabalhadores rurais na produção nacional, por meio do selo de combustível social. 

   Para o deputado Ezequiel, o objetivo é criar estratégias a fim de garantir a inclusão social dos trabalhadores da agricultura familiar na produção de energias renováveis, tendo como princípio a sustentabilidade, produtividade e geração de emprego e renda. 

   “Além de produzir a batata doce o pequeno agricultor passará a ter participação econômica por meio da agroindústria, garantida através do selo social”, frisou o deputado progressista. 

   A reunião ocorreu na tarde desta terça-feira (6), na Associação Mato-Grossense dos Municípios e contou com a presença do coordenador Geral de Bicombustíveis, Consumo do Biodiesel em Mato Grosso, Dieter Metzner e do especialista em processamento de Alimentos, Argon Norberto Hachmann Filho. 

   Na ocasião, o deputado citou Conquista D’Oeste como o primeiro município a implantar a UsinaFlex que produzirá etanol de batata-doce, sorgo e milho para a revenda. “A produção do etanol será de menor impacto ambiental, na qual deverá agregar valor à agricultura familiar da região. Queremos regulamentar essa proposta e levá-lo para todo o Estado”. 

   O delegado da MDA observou que viabilizará uma reunião com o Secretario Nacional da Agricultura Familiar (SAF/MDA), Valter Bianchini na próxima semana para tratar da proposta, indicadores, viabilidade e possível apoio do Governo Federal.

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Agricultura Familiar de MT produzirá etanol sustentável

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.