04/08/2013 - 20:20

Por: Assessoria

Vereadores retorna do recesso nesta segunda-feira com clima tenso entre prefeitura e Câmara


Assessoria

Wilson Kishi

   A Câmara Municipal de Cáceres retorna as suas atividades legislativas na noite desta segunda-feira (5) depois do último recesso parlamentar do meio do ano. A partir de 2014 o Legislativo Cacerense passará a ter apenas 30 dias de recesso de 17 de dezembro às 16 de janeiro, conforme Projeto de Lei de autoria do vereador Edmilson Campos o popular Café no Bule (PR) aprovado por unanimidade no início da atual legislatura.

   O clima promete ser quente e deverá finalmente colocar às claras o posicionamento dos vereadores Governistas e os Oposicionistas. O vereador Edmilson Campos o popular Café no bule (PR), Tarcísio Paulino (PSB) e Félix Alvares (PSB) estão articulando a criação de uma CPI – Comissão Parlamentar de Investigação para apurar denúncias de irregularidades nas Secretarias de Educação e de Saúde. “São diversas as denúncias de supostas irregularidades e até de Improbidades Administrativas nessas duas pastas. Só através de uma CPI será possível investigá-las e punir os responsáveis” argumenta Café no Bule.

   De acordo com a Lei Orgânica Municipal e o Regimento Interno da Câmara são necessárias 4 assinaturas para que a Mesa Diretora da Casa promova a abertura da Comissão Parlamentar de Investigação. “Com a votação em 2° turno nesta segunda-feira (5) do projeto que acaba com o voto secreto na Câmara de Cáceres ficará mais fácil a abertura da CPI, pois com o voto aberto dificilmente algum vereador vai querer ir contra a vontade popular” explica o vereador Félix Alvares.

   Para esquentar ainda mais o clima, o prefeito Francis Maris Cruz (PMDB) vetou dois Projetos de Leis aprovados por unanimidade pelo legislativo. O primeiro projeto vetado pelo prefeito é de autoria do vereador Tarcísio Paulino (PSB) e tinha como objetivo que a prefeitura regulamentasse as casas residenciais com terrenos 10x20 a exemplo do que ocorre com as chamadas casas populares.

   O segundo projeto vetado pelo prefeito é de autoria do vereador Sebastião Pinheiro (PRTB) que previa atendimento especial para doadores de sangue em repartições públicas e agências bancárias à exemplo dos idosos e gestantes. “Esses dois vetos do prefeito mostra mais uma vez que ele não tem nenhum respeito com a Câmara e tão pouco com as decisões que são tomadas pelo legislativo” disparou Tarcísio Paulino.

Comentários: ( 2 ) cadastrados.
Por: Bugre Preguiçoso
Cáceres
Essa raça da Câmara mal começou a "trabalhar" já fica de Recesso, esse povo têm que parar de reclamar e trabalhar igual o povo aqui fora, bando de medíocres hipócritas...vão trabalhar p/ a comunidade,...
05/08/2013 14:35:05

Por: Gabriel
Cáceres
Estou percebendo que o Edmilson Campos tem se comportado de maneira consciente e responsável. De vez em quando ele apela na demagogia, mas é justificável pelo perfil dele na TV. Aos poucos vai largando essa fama de demagogo. Quanto aos demais vereadores, tem médico, tem hoteleiro, professor, desportistas, assistente social etc... um pouco de tudo, mas todos estão só na metideza e brincando de ser vereador.
07/08/2013 13:33:29

Faça o comentário para a noticia: Vereadores retorna do recesso nesta segunda-feira com clima tenso entre prefeitura e Câmara

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.