14/07/2013 - 17:36

Por: João Arruda

Prefeitura de Lambari paga show no valor de 160 mil com recursos da Educação


Cáceres-MT

Wilson Kishi
Prefeita de Lambari D`Oeste Maria Manea

   Dados apresentados pelos vereadores do município de Lambari do Oeste (334 Km de Cuiabá) apontam inúmeras irregularidades que vão desde quitação de serviços não realizados, pagamento a pessoas que sequer conhecem a cidade e que jamais prestaram serviços a prefeitura. Depois que o comerciante Zizito Antônio teve seu nome usado indevidamente agora, surgiu outra pessoa a senhora Lindéia Passos Marnes, 55, que assustou ao tomar conhecimento que teria sido emitido dois cheques em seu favor no valor total de  R$ 3.880,00. O mais grave é que o município, que atravessa por problemas na educação, gastou a quantia de R$ 160 mil para custear o show do cantor Amado Batista, que com os preparativos dessa cantata valores igualmente retirados da educação como R$ 29.830,00 alegando no empenho tratar-se de complemento, também sob a mesma alegação o valor de R$ 34.830,00 e por fim mais R$ 20 mil, todos quitados ao apagar das luzes de 2012,  totalizando somente com o Lambari Fest R$ 240 mil.

   As situações cabulosas não cessam com esses valores. Segundo os parlamentares – Josivan Medeiros; Leone Dutra e Adenir Nazario, todos do Partido da Republica (PR), eles denunciam que a prefeitura de Lambari do Oeste, teria adquirido uma junta de cabeçote para a camionete Amarok 2011, pelo valor de R$ 5 mil, quando no mercado o valor é de R$ 349,00, o mais grave é que no empenho quitado e pago aparece o nome de uma empresa de Goiânia (GO). E. E. Andrade Salvino, situada a Avenida Bartolomeu Bueno numero 429 – Vila Mauá, em Goiânia. Em contato com a empresa a reportagem obteve aa informação que nunca emitiu qualquer nota fiscal para a prefeitura de Lambari do Oeste em Mato Grosso, reafirmando nunca ter recebido a tal quantia que foi paga em cheque.

   Os vereadores apresentaram ainda documentos extraídos no portal do tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), na qual aparece um pagamento do valor de R$ 3.680,00 para reparos numa ponte na comunidade Concórdia, porém as fotos mostradas pelos vereadores a ponte está em estado precário.

   Há ainda outra denúncia dos vereadores de Lambari que aponta o seguinte,  um contrato no valor de R$ 77 mil para execução de 350 horas de maquinas no corte de cascalho teria sido superfaturado e quitado com a emissão de 34 cheques, todos sacados  pela empresa  Nilton  J. Michalski e Cia Ltda., no mesmo dia 21/12/2012. “Ela a prefeita teria fracionado o valor em cheques menores para que pudessem ser descontados na boca do caixa todos no mesmo dia” sustentam os vereadores.

   Na semana passada quando foi divulgado aa situação escandalosa do comerciante Zizito Antônio, a prefeita informou que tomou medidas afastando dois secretários – Gilson Ribeiro e o contador Antônio Paiva, e que o valor citado segundo a prefeita Maria Manea (PSD) teria sido pago para sonorização do réveillon.

   Mas, os vereadores rebateram a informação apontando que existe um empenho em favor da S. Correia Produções, no valor de R$ 6 mil, já quitado.

   Na próxima segunda feira, o senhor Zizito Antônio irá usar a tribuna da Câmara cobrando mais esforço dos vereadores para que efetuem uma devassa nas contas de Lambari. Além de Zizito a senhora Lindéia Marnes também estará a sessão ordinária. Todas essas denuncias estão protocoladas no Ministério Publico em Rio Branco. E na próxima semana os vereadores vão encaminhar pedido de providencias junto ao Ministério Publico Federal em Cáceres, quanto a gastança com festas utilizando recursos da Educação.

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Prefeitura de Lambari paga show no valor de 160 mil com recursos da Educação

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.