14/09/2020 - 09:00

Por: Redação Zakinews

Aier: 79 anos de fé, de dedicação à família e de exemplo



Redação Zakinews com participação especial de Dirceu Siqueira


   A cada segunda-feira, uma nova história é contada neste site. E, esta semana, o Zakinews abriu espaço para os filhos de Aier Jacques Siqueira prestar homenagem a seu pai, um servidor público no ramo das telecomunicações que merece destaque no quadro "Memórias e Histórias".

 

AIER JACQUES SIQUEIRA

Local de nascimento: Bonito-MS
Data de nascimento: 17 de agosto de 1941
Esposa: Profª Maria Cosme da Silva Siqueira
Filhos: Dirceu Luiz e Luiz Antônio
Netos: Dirceu Junnior, Heloiza, Heller e Ellacy
Formação: Licenciatura em Letras pelo Instituto de Ensino Superior de Cáceres – IESC, atual UNEMAT.
Profissão: Servidor Público Aposentado e Microempresário

 

RESUMO HISTÓRICO DO HOMENAGEADO

   Nascido em Bonito-MS, em 1941, filho de Gentil Teixeira de Siqueira e Nair Jacques de Siqueira, ambos filhos de gaúchos que vieram para o Mato Grosso de carreta na primeira e segunda década do século passado, onde conheceram a versão fria do chimarrão, o tereré de origem paraguaia que logo foi adotado pela família em função do calor. Então era chimarrão cedo e tereré à tarde.

Os pais de Aier: Gentil Teixeira de Siqueira e Nair Jacques de Siqueira


   Seu avô paterno montou em Bonito, no ano de 1920, uma fábrica de pinga com a moagem da cana feita num engenho movido através de uma roda d’água, algo considerado moderno para aqueles tempos na cidade.

   Durante sua infância, seus pais se mudaram para a zona rural, onde formaram a fazenda Santa Fé, próximo ao Rio do Peixe, na época terras devolutas, hoje um importante ponto turístico da cidade. E ele foi morar com o tio Guedes, em Aquidauana, onde concluiu o curso primário no colégio dos padres. Voltando para Bonito, já adolescente, foi morar na fazenda, onde a atividade era a criação de gado e plantio de roça só para o consumo. 

   Em 1959, a família voltou para a cidade já com sete filhos, cinco homens e duas mulheres, e foi tocar a fábrica de cachaça. O Aier, que já tinha 18 anos, quis ter seu próprio negócio e montou um bolicho, no qual comercializava desde arroz até cachaça no copo. O nome era "Saída para o Jaboti", porque ficava na saída da cidade para o Distrito de Jaboti.

Gentil e Nair Siqueira (sentados) e seus sete filhos
Em abril de 2013, reencontro dos irmãos Siqueira (Aier, primeiro à direita). Segundo Dirceu, se juntar todos os contos e prozas contadas pelos irmãos Siqueira, daria para escrever um livro bem grosso


   Como o negócio não prosperou, ele foi trabalhar na prefeitura, e para seus deslocamentos comprou uma bicicleta, que tinha nome e sobrenome, era a Evarista Nunes. Mesmo trabalhando para fora, Aier ainda ajudava na fábrica que fazia o transporte da cana de carreta de um canavial que ficava a uns 4 km da fábrica. Na época da safra os trabalhos eram contínuos, quase não havia folga. 

   Aier aprendeu a tocar violão e junto com seu irmão, Vaner, que batia pandeiro e o primo, Arlindo, que tocava sanfona, criaram um trio e fizeram muitas apresentações nos bailes em Bonito. As músicas eram basicamente influenciadas pelas culturas gaúchas e paraguaias, era só xote, vanerão, chamamé e polca paraguaia. Bonito na época não tinha luz, água encanada, telefone e muito menos televisão, os bailes eram iluminados por lamparina, chamadas de lampião. 

   Como na época Bonito não oferecia boa expectativa de vida, Aier resolveu sair para estudar e trabalhar, e mudou-se para Várzea Grande, quando entrou para a SUCAM. Nesse período, ele concluiu o ginásio e teve a oportunidade de conhecer muitas cidades dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que na época eram um só.

   Aqui, conheceu a professora, Maria Cosme e Silva, e logo se casaram. Em 1966, tiveram o primogênito, Luiz Antonio e três anos depois, tiveram o segundo filho, Dirceu Luiz. Após alguns meses, Aier foi transferido para a unidade da SUCAM na cidade de Cáceres, sua esposa também iniciou trabalhos na empresa, atuando na coleta de material para exames de pessoas com suspeitas de malária. 

Registro do matrimônio entre Aier e Maria Cosme em 1965


  
Ainda com espírito empreendedor, Aier mesmo empregado da SUCAM, sentiu vontade de ter um novo negócio. Foi quando abriu um bar na avenida Sete de Setembro, próximo à antiga empresa de ônibus São Cristóvão. Aos domingos, em seu fusca verde, ele atendia o bar do estágio Geraldão, abastecendo-o de cervejas e refrigerantes para os torcedores e apaixonados pelo futebol. O bar também atendia a Companhia de Armazém de Silos de Mato Grosso - CASEMAT. Os filhos, Luiz e Dirceu, iam de bicicleta entregar garrafas de café aos funcionários da empresa.


RENOVAÇÃO DO CASAMENTO ENTRE AIER E MARIA COSME


Sua luta na SUCAM

   Na Superintendência de Campanhas de Saúde Pública, o DDT era um dos seus materiais de trabalho. Um inseticida persistente que foi amplamente utilizado no mundo a partir da década de 40 até a década de 70, sendo seu custo-benefício aplicado na eliminação do vetor da malária.

Aier manuseando produtos químicos antes do trabalho de campo


  
Sua atividade profissional na SUCAM, de prevenção e trabalho de campo, o fez conhecer bem os quatro cantos de Cáceres, tanto na área urbana, como também nas comunidades rurais, principalmente onde se iniciava uma concentração maior de famílias, como o Distrito de Caramujo, Vila Nova (hoje, Distrito de Horizonte D´Oeste) e Curva do Boi, (hoje, município de Curvelândia).

Na SANEMAT

   Hoje, o quase octogenário, Aier Siqueira, tem nos seus registros de trabalho, a Companhia de Saneamento do Estado de Mato Grosso (Sanemat), criada pela Lei nº 2.626 de 07/07/1966 e regulamentada pelo Decreto nº 20 de 03/08/1966. O órgão, hoje extinto, foi uma sociedade de economia mista de capital fechado, que se instalou em Cáceres.

Aier entre os colegas de trabalho na Sanemat

Na TELEMAT

   A última empresa que o homenageado Aier laborou, foi a Telecomunicações de Mato Grosso S/A – TELEMAT. Uma empresa do setor de operadora de telefonia do grupo Telebrás, fundada no estado de Mato Grosso em 1972, privatizada em 1998 passando para a Brasil Telecom, a atual OI.

   Segundo o engenheiro, Ataíde Malheiros, então gerente regional da Telemat, com sede em Cáceres, Aier Siqueira era um exemplo de servidor, apesar de já ter uma idade mais avançada em relação aos demais colegas de trabalho. “Ele era muito querido pelos colegas e muito mais pelos cidadãos que o procuravam no setor comercial da agência. Sua dedicação e empenho no trabalho faziam as coisas fluírem”, relembra Ataíde.

   Aier era o responsável pelo setor de expansão das linhas telefônicas residenciais e comerciais, além das instalações do TP Ecológico em pontos estratégicos que tinham como finalidade de atrair o público. Ele acompanhava o cliente e elaborava todo o plano de ampliação das linhas para outro setor providenciar e executar as instalações. Essas atividades, segundo Ataíde, fizeram com que Aier se tornasse um servidor bastante conhecido na cidade.

Acervo de Ataíde Malheiros
Um dos modelos de Telefone Público Ecológico instalados pela empresa Telemat, durante o período de atendimento
do gerente comercial Aier Siqueira

   Outra lembrança que o ex-chefe citou para a reportagem do Zakinews foi seu comprometimento com a empresa Telemat. A Unidade Regional cobria uma extensa área territorial do estado de Mato Grosso, naquela época, com mais de 30 municípios entre a região de Cáceres e a região de Juína. “Aier fazia esse roteiro em todos esses municípios, ficando muitas vezes mais de 10 dias fora da cidade”.

   Foi na Telemat que Aier cumpriu seu tempo de serviço e se aposentou. Isso aconteceu pouco antes dos anos 2000. Foram anos de luta, aprendizados, conquistas e muitos amigos feitos aqui.

Aier (de óculos) gerente comercial e técnico do time de futebol da Telemat em momento de esporte e lazer da empresa


  
E foi pelas grandes amizades que o já aposentado, Aier Siqueira, decidiu montar um negócio que fosse atender as exigências e necessidades de mercado. Como o calor em Cáceres é intenso na maior parte do ano, Siqueira montou uma fábrica de gelo em barras e em cubos com água filtrada, passando a atender as lanchonetes, bares e restaurantes, além de festas. O nome é Gelito e está no mercado cacerense há mais de duas décadas, oferecendo produtos de qualidade e refrescando a vida de todos.

Fábrica de Gelo GELITO, empreendimento da família Siqueira comandada pelo sr Aier

   Uma curiosidade que o filho caçula, Dirceu, fez questão de revelar, foi uma das manias que o seu pai tem até hoje, a de comer chipa. Por longos anos, o professor ficou sem entender do porquê, entre vários salgados, Aier sempre escolhia primeiro a chipa. Até que um dia, olhando a lista das datas comemorativas, descobriu que no dia 17 de agosto (data de nascimento do seu pai) é comemorado o Dia do Pão de Queijo. E como a chipa é uma variação dessa receita, hoje o filho Dirceu entende o motivo dessa preferência.


FLAGRANTES DO CASAL AIER E MARIA COSME FAZENDO COMPRAS NA FEIRA 
Será que o Sr Aier estava a procura de 'Chipa"?


   
“A esse patriarca que sabe da sua força, mas ainda assim escolhe a ternura como sua maior arma. A este patriarca que divide suas conquistas com aqueles que não têm o que comemorar, aos que amam o próximo e vivem sem medo. 

É interessante a gente pensar como Vince Lombardi que em um texto disse que ‘Um homem pode ser tão grande quanto ele queira ser. Se você acredita em si mesmo e tem coragem, determinação, dedicação, iniciativa competitiva e se você está disposto a sacrificar as pequenas coisas da vida e pagar o preço pelas coisas que valem a pena, isso pode ser feito’. 

Por fim, grandes homens devem ser lembrados e homenageados. Grandes homens são os que fazem a diferença na vida de alguém. Grandes homens são aqueles que sabem semear o jardim das amizades com as delicadas flores da atenção e da presença, nas horas mais marcantes da sua existência”. 

Professor Dirceu Siqueira, filho caçula

Comentários: ( 18 ) cadastrados.
Por: Luzinete
Cáceres
Parabéns professor Dirceu pela homenagem. Merecedor o reconhecimento de um filho ao seu pai, mas acima de tudo, pelo respeito e admiração que o próprio homenageado conquistou na sociedade de Cáceres através do seu jeito de ser. Palmas para o sr Aier, palmas para todos da família.
15/09/2020 06:56:00

Por: Maria Sueli Vieira Mattiello.
Cáceres MT.
Senhor Aier....Como não lembrar e comentar algo que venha somar a sua História de vida. Tive a felicidade de conhece-lo como colega no Antigo IESC, sempre prestativo, gentil e muito animado com o Futuro de nossa Educação em Cáceres, sua esposa tb. Professora, Maria Cosme. - Bons tempos fizemos o que precisava ser feito e você que , sempre acreditou, que a EDUCAÇÃO seria nosso carro chefe de desenvolvimento para Cáceres. Parabéns pela homenagem meu amigo AIER. você merece , nós que adotamos esta terrinha como MÃE TERRA, reconhece e agradece por tudo que você ajudou a construir.
14/09/2020 21:13:58

Por: Luiz Antonio da Silva Siqueira
Cáceres
Eu sendo o filho mais velho, sou suspeito de falar sobre esse homem. Mas de uma coisa posso dizer com toda certeza do mundo, seu Aier (pai) é uma pessoa de grandes e belas virtudes; humilde,honesto,trabalhador,prestativo,fiel,etc....Como filho, tenho orgulho de tê-lo como PAI, principalmente pelos ensinamentos e a educação que nos deu. Obrigado senhor AIER, muita saúde e felicidades .
14/09/2020 18:40:50

Por: juninho
caceres
parabens kichi
14/09/2020 17:41:13

Por: Juliana
Cáceres-MT
Linda homenagem prestada pelos filhos, vida longa ao Aier...
14/09/2020 14:34:38

Por: NELSON SINZATO (Cuiabá-MT)
CUIABÁ -(MT)
Parabéns Aier. O Sr. merece esta homenagem.
14/09/2020 13:11:54

Por: Marina
Cáceres
Simplicidade aos 79 anos com fé, amor a sua familia é um exemplo a ser seguido
14/09/2020 13:00:47

Por: Francisco Do Prado S. Junior
Caceres
Parabéns Sr. Aier e familia, O Sr. transmite a todos que tem o privilegio de conhece-lo, paz, serenidade .
14/09/2020 12:59:45

Por: Lenir Leal
Cáceres MT
Que maravilha! Seu Aier, merecedor do nosso respeito, nossos aplausos, exemplo de funcionário, de pai de família, de amigo. Trabalhamos juntos por um longo período na empresa Telemat, onde aprendi muito com seu Aier, espírito de equipe, divertido, sempre bem humorado, para descontrair sempre tinha uma piada a contar para os colegas. Amei a homenagem. Parabéns pela belíssima iniciativa. Abraço ao meu amigo Aier.
14/09/2020 12:33:12

Por: Mairenilce
Caceres
Foi meu professor, excelente pessoa. Cidadão que ajuda a construir a história de Cáceres.
14/09/2020 12:31:50

Por: Expedito Figueiredo de Souza.
Cáceres
Parabéns ao meu amigo e Professor Aier. Nos conhecemos no final dos anos oitenta na Escola Raimundo Cândido do Reis. Em 1989 fui convidado pelo Prof. Evaristo para ministrar aulas naquela Escola. Em 1990 fiz o concurso da FESMAT. Transformada em UNEMAT em 1993. Parabéns pelo seu aniversário. Que Deus o abençoe.
14/09/2020 11:47:35

Por: Luis Carlos
Cáceres
Senhor pacato, educado e prestativo. Parabéns pelo registro dessas pessoas humildes e de grande valor
14/09/2020 10:53:49

Por: WALTER DA SILVA PEDROSO
Cáceres Mt
Aier, conheci você na empresa TELEMAT ,sempre foi um funcionário atencioso e prestativo . Após a sua aposentaria , voltei a encontrá-lo na fábrica de gelo onde continua prestando um ótimo à sociedade Cacerense. Parabéns pelo seu trabalho, a Sociedade Cacerense lhe agradece. Que Deus lhe proteja sempre juntamente à sua família.
14/09/2020 10:49:11

Por: Estevino Ribeiro
Caceres-MT
Sr. Aier, exemplo de humildade, dedicaçao e companheirismo....foi nosso Tecnico e por vezes, nosso Centroavante. Que Deus o ilumine sempre, com saude e Fe.
14/09/2020 10:49:11

Por: Ataide
Cáceres-MT
Merecida homenagem. Excelente Matéria. Sr. Aier além de todas as qualidades que ele tem com pessoa, e profissional, ele era muito participativo em todas as atividades de lazer na Telemat. Grande lateral direito (não me lembro bem a posição em campo)...Jogava bola no meio de todos os mais jovens.
14/09/2020 10:36:20

Por: Severo

Louvado seja Deus pela vida deste grande batalhador, homem de fé. Parabéns ao Sr. Aier pelo seu aniversário, que o SENHOR continue sendo este exemplo de vida ao lado de sua abençoada família. Grande abraço de seu amigo SEVERO.
14/09/2020 10:29:59

Por: Sônia da Costa
Cáceres
Que bacana Kishi! Sr Aier um querido e realmente homem de uma energia única. Saúde a ele e a toda família Siqueira!
14/09/2020 09:52:26

Por: João Crispim
Ipaumirim ceará
Um grande abraço para o companheiro da telemat Aier e vida saudável para ele. Felicidades companheiro Aier.
14/09/2020 09:42:16

Faça o comentário para a noticia: Aier: 79 anos de fé, de dedicação à família e de exemplo

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.