13/09/2020 - 16:01

Por: Airton Reis

UIVO DOS INCINERADOS - POETA AIRTON REIS




 

Alouatta caraya.
Bugio do Cerrado e do Pantanal.
Uma espécie na rota do fogo fatal.

Uivo de agonia, de pranto e de fatalidade.
Uivo ouvido pelos moradores de uma cidade.
Uivo traduzido pelo descaso de mais de uma autoridade.

Mas que autoridades são essas que permanecem de braços cruzados?
Mas que País é este, dividido muito além dos Estados ditos federados?
Estamos no Brasil... Na Planície Pantanal Mato-Grossense em chamas.

Incêndio em nada romano.
E no Planalto, silêncio palaciano.
Gargalhada em gabinete republicano. Morre o bugio, além da perda, o dano!

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: UIVO DOS INCINERADOS - POETA AIRTON REIS

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.