10/09/2020 - 07:55

Por: Airton Reis

NATUREZA EM FUNERAL - ACRÓSTICO EMERGENCIAL!


 

Nosso Pantanal
Ameaçado em tempo real.
Turbilhão de chamas, gargalhada institucional.
Um Patrimônio da Humanidade, sem proteção governamental.
Rios ora margeados pelas labaredas nesta ocorrência criminal.
Em uma fumaça aqui, e, acolá a ameaça é também à saúde geral.
Zênite do descaso promovido por um Ministério em nada ambiental.
Acomodados legisladores que não representam a realidade regional.

Entretanto e todavia, o
Meio Ambiente pantaneiro integra o território brasileiro.

Funde-se nele a vida do mato-grossense verdadeiro.
Une-se a ele mais de uma geração nascida nas suas baías.
Nada, e, nem ninguém poderá nos tirar essa certidão batismal.
Enquanto houver letra, enquanto existir o verso de uma poesia,
Renovaremos o nosso dever de defendermos esse hídrico manancial.
Aves voam, répteis rastejam, mamíferos fogem desesperados. Incinerados.
Luto neste Estado. Pasto queimado! Gado acuado! Meio Pantanal sepultado!

(Poeta Airton Reis, em resposta ao desrespeito dos que riem das queimadas).

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: NATUREZA EM FUNERAL - ACRÓSTICO EMERGENCIAL!

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.