19/07/2020 - 11:20

Por: Airton Reis

AURORA PANTANEIRA - POETA AIRTON REIS




Aves em par.
Universo navegar.
Roteiro do Sol reluzente.
O despertar do meio ambiente.
Raiar da natureza em esplendor.
A terra e a água na perfeição do Criador.

Planície inundada em Estação.
A vida em natural e plural manifestação.
Nítida e certeira harmonia que se faz clarão.
Toada do berrante ecoado em majestoso sertão.
A lida diária diante do campo anualmente alagado.
Nascente e afluente em caminho fluvial conservado.
Espetáculo matinal em lente registrado e poetizado.
Ilhas que se integram às baías e aos corixos. Gado.
Rebanhos que fazem parte das paisagens deste Estado.
Aurora pantaneira. Beleza brasileira. Mato-grossense fronteira!

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: AURORA PANTANEIRA - POETA AIRTON REIS

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.