19/06/2020 - 07:50

Por: Jânio Batista

Mensagem de Sexta-feira (19)



BOM DIA...!

Desfrutar das coisas simples da vida é um prazer que não pode ser comprado. Por isso gosto dos prazeres simples...!  Eles são os refúgios dos seres humanos neste mundo que procuram viver bem. No livro: "O primeiro gole da cerveja e outros minúsculos prazeres" - do escritor francês, Philippe Delerm, cuja obra foi rejeitada por editoras durante sete anos, fala de situações do bem viver tão simples como;
pedalar sem pressa numa bicicleta, estar na escuridão de um cinema numa tarde de domingo, ir colher frutas no campo, folhear um livro de romance na praia, pôr um casaco de lã quando as primeiras friagens chegam, distrair-se com um caleidoscópio, brincar com seu cachorro, pescar com amigos etc e tal...!

Os “homens complicados” de qual Oscar Wilde fala não sabem aproveitar esses, prazeres, por que esperam da vida grandes acontecimentos que nunca irão chegar... Há muitas terapias ao nosso alcance: revirar o passado, por exemplo, fazer análise para superar as neuroses ou a depressão... - O "Kin Yai" - (li ontem sobre isso), que trabalha o elemento água e a questões ligadas aos relacionamentos, felicidade e a satisfação.  Fazer yoga ou meditação, até fazer caminhadas na mata, fazer artesanatos...Em fim, se não soubermos celebrar as pequenas alegrias cotidianas, nunca conseguiremos perceber de fato os prazeres da vida...!

Viver com intensidade sentindo prazer em estar onde deseja estar, trabalhar com o que gosta, cuidar dos momentos de prazer, procurar ser feliz são caminhos para dar sentido a vida... No final da nossa jornada neste mundo, são os prazeres que nos renderão histórias para contar...! Nesse tempo de isolamento social é preciso buscar na criatividade esses momentos únicos de prazer. Tudo é possível...!  Desejo-lhe um belo dia, saiba curtir bem cada momento da sua vida...! Cuide-se...!

(Prof.Jânio Batista de Macedo)

 

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Mensagem de Sexta-feira (19)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.