30/03/2020 - 05:56

Por: Jânio Batista

Mensagem de Segunda-feira (30)



BOM DIA...!

Pois então; as dificuldades para optar pelo caminho certo são muitas. Fazer regime, se qualificar, sair da mesmice, montar um negócio...Ficar de quarentena, viver para trabalhar ou trabalhar para viver...? Economizar para o futuro ou desfrutar melhor o presente...? Trocar o carro usado por um novo, ou viajar...? Trabalhar numa empresa grande ou ter o próprio negócio...? Muitas pessoas não se dão conta que a escolha e a renúncia são como as duas faces da mesma moeda.  Ao pensarmos nas vantagens de optar por uma alternativa,  teremos que ter consciência das desvantagens de renunciar à outra. Como fazer a melhor escolha...? Às vezes não é muito difícil, pois basta optar entre uma alternativa cheia de obstáculos e outra muito mais agradável...! Em outras ocasiões aparece o dilema de escolher a opção menos ruim... Ao fazer escolhas não podemos esquecer a importância de se manter em sintonia com os nossos valores e crenças, para não nos arrependermos mais tarde, entrando em conflito consigo mesmo.

Existem duas coisas das quais nós não conseguimos escapar: a morte e fazer escolhas...! Portanto, cada um deve acordar pela manhã e ir à luta selecionando o melhor caminho para realizar seus sonhos de olhos acordados enfrentar os desafios para conquistar seus objetivos...! Nossas escolhas não podem ser apenas intuitivas, elas têm que refletir o que a gente é. Lógico que devemos sempre reavaliar decisões e até  trocar de caminho se for preciso: ninguém é o mesmo para sempre. Sentir medo é normal diante das decisões, mas que esse receio nunca nos impeça de arriscar...! Pois bem, nova semana está começando, as orientações sanitárias é para continuarmos apostando na quarentena. Essa  também exige uma escolha. Nesse caso já fiz a minha. Continuo em casa. Um bom dia e ótima  semana para você...! Cuide -se...!

(Prof. Jânio Batista de Macedo)

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Mensagem de Segunda-feira (30)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.