24/02/2020 - 07:30

Por: Jânio Batista

Mensagem de Segunda-feira (24)



BOM DIA...!

Estou lendo sobre o escritor e pintor alemão que em 1923 se naturalizou suíço. Hermann Hesse (1877-1962) foi um importante escritor, autor de importantes obras, Descendente de uma família de missionários pietistas, desde cedo foi preparado para seguir o mesmo caminho. Em 1891 entrou para o seminário Teológico da Abadia de Maulbronn. Durante sua permanência no seminário escreveu algumas peças de teatro em latim, que apresentava junto com alguns colegas. As cartas que enviava aos pais eram em forma de rimas e muitas em latim. Redigiu alguns ensaios e traduziu poesia grega clássica para o alemão. Lutando contra a religião, as dúvidas, anseios e aflições, mostrava-se um jovem rebelde. Depois de sete meses fugiu do seminário, sendo encontrado depois de alguns dias perambulando pelo campo, confuso e transtornado. Foi tratado, melhorou a saúde. Começou então uma jornada através de instituições e escolas. Atravessou intensos conflitos com os pais. Após o tratamento, em 1893 concluiu sua escolaridade. Hermann Hesse aspirava ser poeta, mas começou um aprendizado em uma fábrica de relógios em Calw. A monotonia do trabalho fez com que ele se voltasse para as atividades espirituais, para as pintura e escrever seus livros...

Uma das pérolas está no seu livro “O Jogo das Contas de Vidro” tem um texto sobre a “serenidade’. Destaco aqui um trechinho”: “... A serenidade não é feita nem de troça nem de narcisismo, é conhecimento supremo e amor, afirmação da realidade, atenção desperta junto à borda dos grandes fundos e de todos os abismos; é uma virtude dos santos e dos cavaleiros, é indestrutível e cresce com a idade e a aproximação da morte. É o segredo da beleza e a verdadeira substância de toda a arte. O poeta que celebra na dança dos seus versos, as magnificências e os terrores da vida, o músico que lhes dá os tons de duma pura presença, trazem-nos a luz; aumentam a alegria e a clareza sobre a Terra, mesmo se primeiro nos fazem passar por lágrimas e emoções dolorosas...!” - Pois bem, serenidade é importante na nossa vida, é preciso conquista-la todos os dias...! Sei que todo sofrimento recebido com serenidade tem um doce-amargo que, em vez de maltratar,faz bem. Um ótimo dia para todos nós...!

(Prof. Jânio Batista de Macedo)

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Mensagem de Segunda-feira (24)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.