17/02/2020 - 20:17

Por: Edna Pedro

Eventos difundem tecnologia de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta em Cáceres


Daiana Dias

 

   Com o propósito de fomentar o uso da tecnologia integrada Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) como alternativa sustentável para produção agropecuária, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Agrossilvipastoril em conjunto com o Instituto Federal de Mato Grosso, IFMT Campus Cáceres-Prof. Olegário Baldo e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso, Senar-MT promoveu, na última semana em Cáceres-MT, o sexto módulo da Capacitação Continuada para agentes multiplicadores da temática Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta e o 5º Dia de Campo da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta e Agricultura de Baixa Emissão de Carbono no Bioma Pantanal Matogrossense. As atividades, encerradas nesta sexta-feira (13.02) com o circuito de estações técnicas no Campo Experimental do IFMT – Campus de Cáceres envolveram mais de 400 pessoas, entre estudantes, docentes, pesquisadores, produtores rurais e profissionais de assistência técnica e extensão rural.

   Organizado em etapas teórico-prática, o módulo de capacitação para técnicos em ILPF foi iniciado na quinta-feira (12.02) para público de 200 pessoas, como formação continuada de produtores rurais, estudantes em finais de cursos da área de agrárias e profissionais de assistência técnica e extensão rural. “O objetivo é capacitar agentes multiplicadores e, entre essas pessoas, os alunos que estão terminando os cursos em áreas relativas ao tema ILPF são considerados agentes multiplicadores, eles estão saindo da universidade, vão aplicar os conhecimentos no campo”, explica um dos coordenadores do evento, o pesquisador da Embrapa, Flávio Jesus Wruck.

   Entre os exemplos de sucesso do programa de treinamento de ILPF, a Engenheira Florestal Camila Souza da Silva, egressa do IFMT Cáceres do Curso de Bacharelado em Engenharia Florestal e do curso Técnico em Floresta, participa da Capacitação Continuada desde o primeiro módulo em 2012. Na edição 2020, ela foi ministrante do curso e socializou resultados de pesquisa como mestra em Ambiente e Sistemas de Produção Agrícola. Camila abordou a importância da integração ILPF para a sustentabilidade da produção com foco para microclima e conforto térmico animal proporcionado pelo componente florestal no sistema.

   “É uma alegria voltar para nossa casa, lugar que a gente gosta tanto, para esse evento que participo desde a primeira edição, hoje vindo como palestrante, socializar um pouco de minha dissertação em que trabalhei com microclima e conforto térmico no sistema de integração Lavoura-Pecuária-Floresta”, comemora Camila.

   Além de temáticas como implantação e manejo de pastagens, a construção de perfis de solo sobre consórcio de plantas, e a experiência pioneira de integração ILPF com Teca no Estado de Mato Grosso, o curso abordou a gestão na propriedade rural. Com base no modelo de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar, o tema foi ministrado pelo coordenador de Projetos Técnicos, gerente de Educação Formal e Assistência Técnica e coordenador de ATeG do Senar MT, Armando Urenha.

Dia de Campo

   Aberto a profissionais, acadêmicos, produtores e demais pessoas interessadas em conhecer o sistema ILPF, o 5º Dia de Campo, possibilitou aos participantes a inserção em quatro estações técnicas como a de Implantação e Manejo de Pastagens em Sistemas Integrados apresentada pelo representante da empresa de sementes de pastagens, Germipasto, Marcelo Costa. Na estação 2, o pesquisador da Embrapa Agrossilvipastoril, FlÁvio Jesus Wruck, realizou exposição sobre consórcios de forrageiras na construção do perfil do solo, e a responsável técnica pelo Laboratório Solos e Plantas de Sorriso-MT, Elisângela Ferrari, abordou a importância da análise microbiológica para qualidade do solo’. Na sequência, a estação 3, trouxe resultados de pesquisa realizada pela Engenheira Florestal, Camila Souza da Silva com foco para o conforto térmico de animais em sistemas de ILPF. O circuito das estações contou ainda com a socialização da experiência pioneira em Mato Grosso de ILPF com Teca desenvolvida na Fazenda e Haras Terra Boa. A experiência foi apresentada pelo diretor da Fazenda, Gilberto Rogério Perin Schaidhauer.

   As estações contaram com o suporte e a assessoria técnica dos professores do IFMT Cáceres, Milson Evaldo Serafim, Roney Mendes de Arruda, Gláucia Alves e Silva, Juberto Babilônia de Sousa, Arthur Guilherme Schirmbeck Chaves, José Renato Maurício da Rocha e Paulo Ribeiro de Barros.

   Entre as representações institucionais, participaram do Dia de Campo, o dirigente regional do Senar-MT, Eyde Carlos Teixeira; o diretor regional da Empresa Matogrossense de Pesquisa Assistência e Extensão Rural, Empaer de Cáceres, José Antonio Gonçalves; o presidente do Sindicato Rural de Cáceres, Jeremias Leite e a diretora político-pedagógico e financeiro do Campus Jane Vanini, da Universidade do Estado de Mato Grosso, Unemat, Zulema Netto Figueiredo.

Foto: Daiana Dias

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: Eventos difundem tecnologia de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta em Cáceres

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.