26/11/2019 - 08:00

Por: Antonio Costa / Zakinews

Aos 96 anos, Dona Nita ainda ajuda ao próximo com orações e curas


 

Antonio Costa, EXCLUSIVO ao Zakinews.

 

NONITA OLÍMPIA DE REZENDE (Dona Nita)
96 anos completos
Nascimento: 07/09/1924
Natural de Alto Araguaia-MT
Pai – Olímpio de Rezende Leco.
Mãe – Ana Martins Borges.

 

Casal Milton e dona Nita 


   Casada aos quinze anos com Milton Dalto Campos, natural do Rio de Janeiro. Teve 14 filhos oriundos de dois casamentos.

   Tinha nove meses de idade quando perdeu a mãe. Foi criada pelo pai e os irmãos mais velhos, sendo três homens e duas mulheres. Revela que mais tarde ficou sabendo que foi o próprio pai quem cortou o cordão umbilical utilizando, no ato, um facão afiado. O parto foi às escondidas na mata, haja vista a família se refugiar em razão dos chamados revoltosos que, enfurecidos, atacavam o que achavam pela frente espalhando o terror abertamente numa época de intensas dificuldades.

   De Alto Araguaia, a família mudou-se para Guajará Mirim-RO. Passado um determinado tempo veio radicar-se em Cáceres, onde encontra-se a quase cinquenta anos.

   Dona Nita começou cedo a praticar caridade e revela que já aos doze anos fazia partos. Ajudava amenizar a dor de leprosos, tuberculosos sempre usando orações, benzições, chás e banhos com ervas medicinais.

   Batizada no Centro Espírita ela segue a doutrina de Allan Kardec, Bezerra de Menezes, dr. Fritz. São quase oitenta anos na missão de amenizar a dor do próximo, ouvir com muito acolhimento o desespero e a aflição daqueles que a procuram na tentativa de obter uma cura ou até mesmo ouvir uma palavra de conforto num momento de fragilidade e dor da alma. 

   “Neste mundo só resta eu. Deus esqueceu de mim”. A frase, dona Nita, cita para tentar resumir a sua trajetória nesta vida. Além de todos os filhos que teve, resultado de dois casamentos, ela ainda teve forças, aliás, tem muita disposição ainda, tanto é que ajudou criar outras dez crianças pobres desamparadas.

Esta é a foto preferida de dona Nita. O foco de luz direcionou em sua direção no momento do registro fotográfico.


  
Nasci no mundo para fazer caridade. Estou sempre disposta em ajudar o próximo. Todos que veem em minha casa são bem atendidos. Nunca cobrei nada de ninguém.

   Revela que, por muito tempo, foi como se fosse uma enfermeira assistindo a suíça Margarida Boss na realização de partos em Cáceres. A saudosa Dona Margarida - como era conhecida -, em entrevista anterior, revelou ter feito precisos 3.115 partos em Cáceres e no Pantanal, conforme registrado no livro Pantanal em Versos e Rimas, 2005, da KCM editora, do mesmo autor desse artigo.

   Dona Nita, conta ainda, que também assistiu ao médico cacerense Leopoldo Ambrósio Filho (dr. Nito) na realização de diversos trabalhos de parto.

   Relembra que entre as curas realizadas, também atendeu pessoas de bens e autoridades locais. Cita um caso em que o marido Milton Dalto atendeu o saudoso prefeito Luiz Marques Ambrósio. Ele se encontrava muito doente. Acamado, praticamente, estava impedido de se alimentar. O médico havia proibido, pois tudo fazia mal. Ele estava definhando. “Fizemos seguidas orações, meu marido o mandou reiniciar a alimentação.... mas sem exagero, pouco dias ele era outro. Praticamente curado ainda pôde viver por muitos anos”.

   Outro momento de cura em que participou decididamente foi para salvar a vida de dona Adília, mulher do conhecido Jacobina Peixeiro. Dona Nita revela que ela estava internada no Hospital São Luiz, mas não apresentava melhora. Desesperados amigos próximos da família lhe procuraram pedindo que interferisse no caso. Sem que o hospital soubesse ela entrou para visitar a enferma com um remédio preparado. Fez orações e deu para a paciente beber. Noutro dia repetiu a estratégia. Salvou a vida da amiga.

   “Faço de coração aquilo que Deus me deu para oferecer ao próximo. Muitas vezes tô com a comida no prato. Alguém vem bater na minha porta, deixo tudo e vou atender. Minha missão é essa. Estou sempre pronta para servir”.

   Constantemente mães a procuram trazendo as crianças para receberem orações e bençãos. São muitos os pequeninos que chegam nervosos. Após receberem amor e carinho, retornam para suas casas calmos. Os chás caseiros costumeiramente fazem parte da receita que as mães devem oferecer aos pequeninos. Dona Nita cita quebrantes que na maioria das vezes atormentam as crianças. Mal que segundo ela, chega afetar até mesmo os adultos.

   Sua casa no bairro da Cavalhada é diariamente visitada por velhos conhecidos, muitos gratos por terem sido curados das mais diversas enfermidades que foram acometidos. Alguns chegam a exagerar segundo ela, ao clamar “Deus não vai deixar a senhora morrer”. Ela reage dando risada; “vocês querem que eu vire bicho”!!!.

   Além dos filhos em volta, a religiosa em missão ainda tem o carinho dos 22 netos e dos 23 bisnetos sempre por perto. A filha Nilta, professora, cita a persistência, determinação, caráter e bondade como os ingredientes marcantes na vida de acolhimento oferecidos, no dia a dia, pela mãe ao próximo.

   Gozando de boa saúde ao longo e bem vividos 96 anos, dona Nita conta que lava sua roupa, faz sua comidinha, dorme bem, come bem. No momento tá recebendo medicação em virtude de uma queda que sofreu e trincou o braço, conforme constatação através de raio x. O que a tem deixado incomodada.

   Ao longo de sua existência diz ter constatado todos os tipos de males, doenças e enfermidades. Mas tem um que se destaca, sobremaneira, e causa terrível prejuízo às pessoas. É a inveja. “É o que mais tem”, revela. No local de trabalho então, segundo dona Nita, existe muito e prejudica bastante quem, porventura, estiver desamparado espiritualmente. Aconselha sempre manter firme nas orações...próximo a Deus...Muita fé e manter a prática do bem.

   No acolhimento ao próximo ela não cobra absolutamente nada das pessoas que a procuram, ora pedindo orações pra conseguir emprego, se livrar de alguma doença, pedidos de aprovação em concursos. Alguns retornam e trazem mimos como forma de gratidão. Outros não. Mas ela não se importa e aconselha que se deve “fazer o bem sem olhar a quem.”. Deus, segundo ela, sempre está apto para nos ouvir.

   Além das fervorosas orações e passes, ela faz uso constante nos atendimentos se utilizando do potencial das ervas medicinais para tornar poderosos chás. Revela que a semente de sucupira, no biotônico Fontoura, ajuda curar reumatismo e as enfermidades próprias da idade como são as dores no joelho e nas articulações.

   Chá de casca de romã e vassourinha combate disenteria. “Porrete de bão”; Crajiru eficaz no tratamento de hemorroida. Usa-se para banho de assento e também em forma de chá. Chá picão combate a gordura no fígado; Pneumonia se cura com erva de bicho, erva de Santa Maria, vassourinha e broto de laranja.

   Para curar anemia recomenda-se utilizar rodelas de beterraba deixadas ao sereno com um pouco de açúcar. Tomar o melado logo cedo. “É tirar com as mãos”.

Embora eficazes, as ervas e chás são tratamentos complementares, que não devem substituir os tratamentos médicos.

   Desprendida do luxo, vivendo na simplicidade, zelosa em servir, assim ela vai vivendo sempre mantendo a fé, a esperança e a gratidão na vida por ter recebido a missão de ajudar o próximo, amenizar a dor e o sofrimento das pessoas. Oferecendo orações de cura e libertação.

   Dona Nita é mãe, vó, bisavó e também de outras centenas que assim  a consideram,  em Cáceres, e ao longo de sua existência por onde passou. A vida agradece.

Pais de dona Nita, Ana Martins Borges e Olímpio de Rezende Leco
Dona Nita acima Rafael (neto) e Wantuil (filho). Lucas Neto e sua mãe Maria. Anderson e Nonita (neto) e o genro do Wantuil, Fernando e bebê Henrique (bisneto da mamãe)

Família da filha Thelma, esposa do Ronaldo. O casal tem os filhos:  Rodrigo Paulino e Camila. Rodrigo Paulino é pai de Alice e Amanda. Camila é casada com Rodrigo Bandeira, que são pais das gêmeas Lívia e Laura.


Comentários: ( 19 ) cadastrados.
Por: Luciene Gomes Ojeda
SINOP-MT
Sofro muito com dor na coluna e com ácido úrico.Que remédio devo tomar.pra combater as dores.Meus pés ficam sempre inchados qdo estou com crise de ácido úrico
26/11/2019 07:45:25

Por: Luciene Gomes Ojeda
SINOP-MT
Sofro muito com dor na coluna e com ácido úrico.Que remédio devo tomar.pra combater as dores.Meus pés ficam sempre inchados qdo estou com crise de ácido úrico
26/11/2019 07:45:25

Por: Belquiz Coelho Dutra
Cáceres
Está senhora é uma santa! Ela nunca nega um conselho amigo ou benzer quem dela precisa. Sabemos que egoisticamente não queremos que ela morra. É porque, precisamos muito, ainda, de um anjo como este na terra. Obrigada dona Nita por a senhora existir!
26/11/2019 07:48:41

Por:

Minha rainha! vozinha linda,mulher honesta,guerreira ...filha de Deus perfeito! Te amo muito vovó❤🥰😍😍
26/11/2019 08:58:05

Por: Vilson sato
Caceres
Mulher guerreira tive o prazer de conhecer é ainda mais é comadre dos meus pais ela q muito benzel a mim e a vários cacerense
26/11/2019 09:14:58

Por: Iracema O Dalto
CÁCERES MT
Nossa sem comentários a nossa rainha do lar,minha etérna māe,amo de paixāo,vive uma vida simples,á qual está vive desbravadora,sofrida,mais sempre juntas com os seus filhotes.Māe minha vida minha razāo.
26/11/2019 09:18:22

Por: Carlos Serapiao
Cáceres
Conheço essa mulher abençoada por Deus essa reportagem fala muito dela mas digo difícil encontrar uma pessoa com o coração puro igual desta senhora Dona Nita abraços à ela indo em Cáceres faço uma visita abçs
26/11/2019 09:57:21

Por: Alessandra Cristina dos santos
Cáceres
Presiza muito dela tenho uma dor de cabeça que os médico falou que não sabe da onde vem me passa o endereço por favor
26/11/2019 10:49:18

Por: Nilmário Surubi Fernandss
Cáceres
Dona Nita, grande matriarca, exemplo de dedicação e força movida pela fé e pelos antigos costumes medicinais. Parabéns pela homenagem merecida, fui um dos muitos que foi benzido e agradecido me Sinto.
26/11/2019 16:57:06

Por:

Agradeço a voce kishi por contar a historia da vida da minha mae guerreira.iluminada por deus,muito obrigado.
26/11/2019 12:01:35

Por: Maria Auxiliadora
Cáceres
DONA Anita um anjo que desceu do céu abençoada, só agradecer por está mulher maravilhosa que está sempre pronta para ajudar . Muito obrigada pelo carinho D. ANITA
26/11/2019 12:47:52

Por: Mariana Dalto
Cáceres MT
Muito obrigada pela homenagem, a nossa querida vozinha merece 😍❤️
26/11/2019 13:42:34

Por: Thais Dalto Alves
Cáceres
Que linda a homenagem a uma das mulheres da minha vida... Sempre disposta a fazer o bem a todos. O seu dom espiritual vem salvando, dando conforto e luz para muitas pessoas... Nós que moramos com ela sabe o quanto ela sempre tá disposta a atender. As vezes chega alguém quando ela está comendo, mas ela deixa tudo para fazer o melhor ao próximo. É muito lindo ver essa história ser repassada.
26/11/2019 11:31:07

Por: Vera Lúcia Gonçalves Velozo
Goiânia
Boa tarde moro em Goiânia mas sou de Cáceres gostaria muito qd for aí conhece -la
26/11/2019 14:08:10

Por: Camila Dalto Paulino Bandeira
Caceres
Minha querida vó Nita, mulher forte e amável, ficou muito boa a reportagem. DEUS cuide cada dia de você vozinha
26/11/2019 14:45:33

Por: Thelma Olimpia
CÁCERES
Ainda há muita história para ser contada, histórias lindas e verdadeiras, quando éramos crianças mamãe usava a casa como hospital para receber as pessoas de fora para tratar...guerreira, te amo mãe Nita
26/11/2019 15:00:54

Por: Thelma Olimpia
CÁCERES
Ainda há muita história para ser contada, histórias lindas e verdadeiras, quando éramos crianças mamãe usava a casa como hospital para receber as pessoas de fora para tratar...guerreira, te amo mãe Nita
26/11/2019 15:04:30

Por: Nonita Dalto
Caceres MT
Minha querida vozinha, sempre bondosa carinhosa merece todas as homenagens do mundo.. tenho muito orgulho e admiração. ♥️ Gratidão por tudo vo nita !!! #te_amamos 💞
26/11/2019 17:08:51

Por: eudete arruda dos santos
campo verde
sou filha de jorcelino tive o maior prazer de morar perto da casa dela tenho muito orgulho de ter conhecido essa guerreira fica aqui a minha admiraçao e o meu respeito
27/11/2019 07:53:34

Faça o comentário para a noticia: Aos 96 anos, Dona Nita ainda ajuda ao próximo com orações e curas

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.