09/08/2019 - 16:25

Por: Yago Crepaldi

A Arte de Ser Autor da Própria História


Foto: Bored Panda

'...a grande maioria das pessoas vive como se fosse apenas vítima do acaso...'

   Você já parou para pensar sobre quem está realmente no comando da sua vida? Quem é responsável pela tua felicidade? Quem tem sido responsável pelos teus resultados? Qual é a história que você tem contado da tua história?

   Talvez sua resposta pode ser: “Deus”, “minha família”, “eu mesmo”, ou talvez você nem tenha respostas. Acontece que, qualquer que seja a sua, essa resposta passa, antes, pela liberdade de escolher conferir a alguém, ou a algum acontecimento, o comando e a responsabilidade por aquilo que tem acontecido com você.

   Dessa forma, ainda que se tente, não há como se furtar do elemento liberdade, que acaba sempre por te devolver a responsabilidade última pelo cenário que se encontra a sua vida hoje. Assim, entender que a vida é uma narrativa onde o autor precisa assumir o comando das articulações dessa história, é essencial para que se sinta o protagonista da sua própria. 

   A questão é que a grande maioria das pessoas vive como se fosse apenas vítima do acaso, como se a vida fosse engessada, ou como se fosse um barco desgovernado à procura de um comandante. Se esse é o seu caso, o comandante está mais perto do que você imagina, bem aí... dentro de você!

   E assumir o comando das articulações da narrativa da sua história envolve, primeiro, realizar um mergulho interior, pois o autoconhecimento é fundamental para assumir o comando das escolhas, expandir o prazer de viver, para escolher e se posicionar com clareza no mundo, promover autodesenvolvimento, superar a solidão, melhorar as conexões interpessoais. 

   É justamente o autoconhecimento que vai te proporcionar melhor gestão dos pensamentos, das emoções, que vai te fazer reconhecer que você é único e que a sua história é o que de mais precioso você tem, e que é você quem vai escolher se vai contá-la da perspectiva do herói, do vilão, da vítima, do coadjuvante ou da plateia. 

   Por outro lado, não se pode esquecer que as tuas circunstâncias também fazem parte de quem você é. Ou seja, não basta se autoconhecer, é preciso olhar honestamente para tua realidade, compreendê-la, acolhê-la, aceitar o que não for possível mudar, e posicionar-se de forma proativa naquilo que não te agrada e que é possível mudar e superar. 

   Portanto, assumir a autoria pela própria história envolve, necessariamente, investir no autoconhecimento, tirar os disfarces, e, então, posicionar-se na vida de forma atuante, sabendo que escolher envolve ganhar e perder, mas que há perdas necessárias para que se possa vencer! Perca o medo de ser protagonista! Bora viver?!

Comentários: ( 0 ) cadastrados.

Faça o comentário para a noticia: A Arte de Ser Autor da Própria História

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.