23/05/2019 - 12:19

Por: Wilson Kishi

Assembleia de jornalistas aprova Acordo Coletivo e estabelece multas por prática de plágio


Por Wilson Kishi / informações do SINDJOR-MT

Sindjor-MT

   Na última quarta-feira (21), em assembleia geral, na sede do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor), aprovaram o Acordo Coletivo que eleva o piso salarial de R$ 2.560,00 para R$ 2.700,00, estabelece multa por plágio ou ausência de autoria, regulamentação de procedimentos referentes a horas extras e ainda, garante que o sindicato acompanhe estudantes em período de estágio.

   O Acordo aprovado, tem validade de dois anos, com correção anual pelo INPC, podendo se estender por mais um. A diretoria do Sindjor vai encaminhar o acordo para ser homologado junto à Secretaria de Relações do Trabalho (SRT), órgão do Ministério da Economia, em Cuiabá, para que os seus efeitos se estendam em todos os municípios do estado.

   Para chegar ao acordo coletivo, foi necessário, pelo menos, duas rodadas de negociações entre a entidade e representantes de algumas empresas do meio de comunicações. A primeira aconteceu em 23 de abril e posteriormente no dia 7 de maio passado.

   O presidente do Sindjor, Itamar Perenha, destacou os pontos positivos para a entidade que são a garantia de descontar em folha de pagamento, a mensalidade sindical e o jornalista tem também a opção de homologar sua rescisão contratual no próprio Sindicato.  

   “A categoria entendeu a importância de aprovar esse acordo. Foi a negociação possível no momento histórico que vivemos. A partir de agora teremos mais fôlego para tocar o dia a dia do Sindicato e dialogar com os jornalistas”, disse o presidente do Sindjor, Itamar Perenha. 

   Outros pontos considerados relevantes, se referem a prática de plágio e sobre horas extras dos profissionais de jornalismos. Sobre o PLÁGIO, o acordo estabelece uma multa de R$ 200,00 pelo plágio ou citação de autoria e fonte pelo uso de textos, fotos ou elementos produzidos. Caso, tenha reincidência, a multa será elevada para R$ 500 reais. Com relação a Hora Extra, o jornalista e o sindicato podem ter acesso à forma de registro e ao valor às horas extrs feitas pelo trabalhador.

   A diretoria do sindicato vai disponibilizar, nos próximos dias, todo o conteúdo aprovado nesta quarta-feira (21) com a redação final do Acordo Coletivo. 

Comentários: ( 2 ) cadastrados.
Por: Roberson
Cáceres
Bobagem. Para Cáceres nem precisava. Aqui ninguém copia matéria de ninguém sem autorização e não se chupa fotos sem falar nada. Outra coisa feia que ninguém faz aqui é publicar matéria dos outros sem pagar nada. Não precisa, basta citar a fonte e o autor. O trabalho de quem fez é problema dos outros, se quem lê a matéria fica pensando que o autor trabalha para quem publicou, foda-se!
26/05/2019 19:41:44

Por: Leonardo
Cáceres
em cáceres não se tem respeito. vc mesmo kishi, tem suas reportagens copiado pelos outros sites da cidade e não tenho visto vc copiar reportagens dos outros para colocar neste seu site. mas não desista kishi, suas reportagens são diferenciadas. parabéns vc tá fazendo a diferença
27/05/2019 11:58:40

Faça o comentário para a noticia: Assembleia de jornalistas aprova Acordo Coletivo e estabelece multas por prática de plágio

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.