Zaki News

11/10/2017 - 08:05

Por: Redação Zakinews

Cacerenses estariam dispostos a aceitar mudanças nas leis de trânsito para ciclistas?


   Em algumas cidades da Alemanha, os ciclistas devem obedecer a leis de trânsito, tanto quanto carros. Em Munique, por exemplo, existem ciclovias, ou seja, as bicicletas precisam andar nas faixas corretas; têm estacionamentos próprios para esse meio de transporte; além de ser proibido o uso de fone de ouvido enquanto anda, para não comprometer a audição e, consequentemente, a segurança no trânsito. Todas essas exigências, caso sejam desrespeitadas, o indivíduo estará sujeito à multa.

   Algumas ruas pequenas podem não ter a ciclofaixa, ainda assim os ciclistas continuam a obedecer o sentido dos carros, respeitando semáforos e sinalizações. Quando a pessoa quer virar para esquerda ou direta, ela deve acenar com a mão apontando para a direção que deseja. Outra obrigação é que todas as bicicletas devem ter farol na parte da frente e lanterna atrás, para usar durante a noite, também sujeito a levar multa se esquecer de ligar.

   Em Cáceres, apesar de atualmente ter diminuído parcialmente o fluxo de bicicletas, por conta de uma crescente aquisição de motos, há muitos anos ela foi considerada como a “cidade das bicicletas”, porém, a estrutura da cidade nunca foi favorável para o uso desse meio de transporte, pois não têm faixas próprias para ciclistas, e não existem regras de sinalização a serem respeitadas.

   É claro que comparar duas cidades de países completamente diferentes em economia e cultura é injusto, porém, para acontecer uma evolução e melhorar a mobilidade urbana, é válido buscar boas referências e tentar se ajustar como pode. Para fazer uma mudança no trânsito de Cáceres, deve ser realizado um estudo para garantir a seguridade da população e a eficiência das alterações.

   Primeiramente, deve mudar a consciência das pessoas. Alguns ciclistas têm o costume de resistir a qualquer mudança que possa acontecer, antes mesmo de entender o motivo e a importância dessas adaptações. O segundo passo é o respeito. Se existem leis, elas devem ser cumpridas, e isso se refere aos condutores de veículos, motos e bicicletas, como também aos agentes de trânsito, que precisam orientar e fiscalizar.

   Cáceres já tem um ponto positivo por ser uma cidade plana, o que facilita a mobilidade, porém, muitas ruas, em especial as do centro, são estreitas, dificultando a criação de ciclofaixas. No entanto, como foi dito no exemplo dado de Munique, mesmo nas vias em que não se podem ter faixas exclusivas para ciclistas, estes devem respeitar o sentido dos carros, para contribuir com a fluidez do trânsito. Além disso, por ser um meio de transporte frágil e vulnerável, é importante respeitar as leis para evitar riscos de acidentes.

   Outra mudança ideal seria a obrigatoriedade do uso de faróis nas bicicletas, para ajudar na visão noturna. No período da noite, a identificação de pessoas e qualquer outra coisa que esteja no meio do caminho fica mais difícil, por isso a necessidade de se utilizar farol e lanterna traseira. É um equipamento que ajuda na segurança do condutor e ainda não tem um valor alto, pode variar de R$ 44,00 a R$ 140,00.

   Respeitar o sentido das vias também é primordial para um trânsito organizado. Em Cáceres, mesmo sem as ciclovias, as bicicletas precisavam seguir o mesmo sentido de circulação regulamentado para a via. Andar na contramão só contribui para um trânsito mais caótico, pois dificulta a vida dos pedestres, que precisam olhar não só para a direção dos carros, mas também para o outro lado; a probabilidade de acontecer uma colisão frontal é muito maior; os motoristas podem ser pegos de surpresa, por exemplo, em cruzamentos, e provocar atropelamento, entre outros riscos.

   Caso as ciclovias demorem um pouco mais para serem planejadas, os ciclistas cacerenses estariam dispostos a mudar seu comportamento e aceitar as alterações nas leis para tornar o trânsito da cidade mais organizado e seguro? Respeitar o semáforo, faixa de pedestre, sinalizações e uso de farol, são medidas simples, que podem fazer uma grande diferença na fluidez e segurança de todos no trânsito.

 

 

Comentários: ( 6 ) cadastrados.
Por: Junior Campos
Cáceres
A ideia é excelente, o difícil é convencer um povo sem cultura respeitar as normas de transito, mas com um bom projeto acredito que é possível colocar essa idéia em prática.
11/10/2017 09:18:02

Por: MARCIA
CACERES
URGENTE
11/10/2017 10:33:49

Por: Salomao
Caceres
Acho que as ruas de caceres não sao apropriada pra ter ciclovia, vai deixar tudo mais bagunçado ainda, mas eu gosto da ideia de obrigar as bicicletas andar na mesma mão dos carros e parar nos sinaleiros também..isso sim deveria ja ter sido feito a muitos anos aqui..bicicleta acha que manda na rua
11/10/2017 10:55:17

Por: cacerense
caceres
o bicicletero quer cortar caminho pra chegar mais rapido e nao ficar torrando no sol....se tiver que fica parando na esquina perde muito tempo e vira torresmo
11/10/2017 11:18:44

Por: Sandrinha
Caceres
Nossa cidade ja ta c/ congestionamento em muitas ruas, coisa que nao se via tempos atras... quase ninguem respeita o outro,ta um caos dirigir em Caceres, c/ certeza se mudarem as leis para os ciclistas vai ajudar todo mundo, eu acho um absurdo bicicleta andar na contra mão e ainda se achar no direito de chingar motorista e nao assumir a barberagem que faz, motorista tambem erra, mais a lei vale pra todos se motorista precisa respeitar o semafaro e as placas, com bicicleta nao pode ser diferente.
11/10/2017 15:03:55

Por: luis
caceres
essa cidade nao evolui em nada nem adianta mandar na bicicleta que ningem vai respeitar vaiser tempo perdido
11/10/2017 15:45:59

Faça o comentário para a noticia: Cacerenses estariam dispostos a aceitar mudanças nas leis de trânsito para ciclistas?

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.