05/05/2017 - 16:31

Por: Assessoria

Neste sábado (6), Pedro Taques vai assinar a ordem de serviço para construção da ZPE em Cáceres


   Empenhado na atração de indústrias e criação de empregos para a região Oeste, o governador Pedro Taques assina, no próximo sábado (06.05), a ordem de serviço para construção da Zona de Processamento de Exportação de Cáceres (ZPE). A iniciativa é aguardada há mais de duas décadas pelos mato-grossenses e é baseada nos moldes de isenção fiscal da Zona Franca de Manaus, que atrai indústrias de todo o mundo.  

   Segundo Taques, o Governo trabalhou com afinco para transformar este sonho em realidade. “A ZPE começou a ser um sonho no dia 06 de março de 1990, ainda no Governo Sarney, lá para trás, ainda no Governo Carlos Bezerra (em MT). Desde lá, tentativas foram realizadas e nada se concretizou. Quando nós assumimos o Governo, tivemos uma meta, um foco: o de fazer o processo licitatório e construir a sede da ZPE, para que ela possa finalmente funcionar”, enfatizou ele, dizendo que esse empreendimento vai abrir um novo momento na região Oeste do estado.

   A notícia de que a zona aduaneira começará a ser construída em Mato Grosso foi comemorada pelo prefeito de Cáceres, Francis Maris. Segundo ele, o complexo vai alavancar e fomentar a competitividade industrial do estado, além de gerar empregos durante o período de obras. “A prefeitura recebe a notícia com muita alegria, porque nosso maior objetivo é salvar as indústrias no estado, para que possamos ser competitivos nacional e internacionalmente. Não esquecendo os mais de 100 empregos diretos que serão ofertados durante os dois anos de obras”.

   O presidente da Administradora da Zona de Processamento de Exportação de Cáceres (AZPEC), Pedro Lacerda, também se mostrou otimista com o início das obras da ZPE. “Aqui, apesar de ser um projeto menor que a Zona Franca de Manaus, também vai trazer para o estado empresas de várias partes do mundo. Nesse momento de crise, será um fator de muito desenvolvimento”, ressaltou.

   A ZPE de Cáceres será construída pela empresa Primus Incorporação e Construção Ltda. em uma área de 239,68 hectares, dividida em cinco módulos. O espaço terá capacidade de abrigar 230 indústrias, principalmente das áreas de agronegócio e alimentação. Entre as obras previstas na primeira fase dos trabalhos estão o prédio administrativo da ZPE, um restaurante, o bloco da Receita Federal, um pátio de manobra, além da guarita principal de pedestre, guarita principal de veículos, guarita secundária de veículos e um galpão. Também estão previstas a construção da rede de água, uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), drenagem, além de estações elétricas.

   As ZPE’s são distritos industriais que possibilitam a comercialização de mercadorias com isenção fiscal. A escolha de Cáceres para a construção da zona aduaneira deve-se à localização estratégica, que possibilita o transporte dos produtos via Oceano Pacífico.

    A Prefeitura Municipal de Cáceres convida toda população cacerense e da região para participar deste momento histórico. A solenidade acontecerá no Centro de Eventos Sophia Leite – SICMATUR, com início às 9h da manhã. (Zakinews)


Por Andréa Haddad e Ivana MaranhãoGcom-MT e Secid-MT 


Comentários: ( 4 ) cadastrados.
Por: Naldo
Cáceres
A ZPE será um grande ORGULHO para todos os cacerenses!Acompanho a anos a tentativa de trazer esse projeto e é muito satisfatório poder prestigiar esse momento. Cáceres terá um novo marco a partir de amanhã.
05/05/2017 17:38:55

Por: Omar
Cáceres
Será um verdadeiro bum na economia de Cáceres... que Deus abençõe!!!
05/05/2017 18:27:05

Por: SILVANA
CACERES
PARABENS Caceres!!!
05/05/2017 18:43:52

Por: José C. Guimarães
Cuiabá
Ótima notícia amigo Wilson Kishi! Cáceres é a minha cidade do coração e eu fico muito contente ao saber que a ida da ZPE vai favorecer a população com muitas oportunidades de emprego e crescimento na economia da região.
05/05/2017 18:48:49

Faça o comentário para a noticia: Neste sábado (6), Pedro Taques vai assinar a ordem de serviço para construção da ZPE em Cáceres

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.